Chuva concentrada na madrugada de hoje até à tarde desta terça-feira (18) em Potengi. A chuva é destaque também na região do Cariri, as nuvens de chuvas continuam carregas neste momento.

Municípios do Cariri voltaram a registrar chuvas no intervalo entre as 7h desta segunda-feira (17) e as 7h desta terça-feira (18), conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

As maiores precipitações da região foram no Crato (75 milímetros), Missão Velha (75 milímetros), Brejo Santo (72 milímetros), Abaiara (67 milímetros), Milagres (61 milímetros), Mauriti (61 milímetros), Barbalha (60,5 milímetros) e Juazeiro do Norte (58 milímetros). Os dados do intervalo das últimas 24 horas ainda são parciais e devem ser atualizados o longo do dia.

Com as precipitações das últimas 24 horas ruas e avenidas de Juazeiro do Norte ficaram alagadas. Avenida Leão Sampaio que liga Juazeiro do Norte e Barbalha ficou cheio de água. Trânsito ficou congestionado. O Triângulo Crajubar que liga os municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, também ficou comprometido por causa do acúmulo de água.


Maior chuva foi registrado no Crato com 75 milímetros. Em Juazeiro do Norte as precipitações causaram alagamentos.

Municípios do Cariri voltaram a registrar chuvas no intervalo entre as 7h desta segunda-feira (17) e as 7h desta terça-feira (18), conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

As maiores precipitações da região foram no Crato (75 milímetros), Missão Velha (75 milímetros), Brejo Santo (72 milímetros), Abaiara (67 milímetros), Milagres (61 milímetros), Mauriti (61 milímetros), Barbalha (60,5 milímetros) e Juazeiro do Norte (58 milímetros). Os dados do intervalo das últimas 24 horas ainda são parciais e devem ser atualizados o longo do dia.

Houve também precipitações na Região Sertão dos Inhamuns: Arneiroz (44 milímetros), Araripe (38,4 milímetros) e Quiterianópolis (34 milímetros). Registros no Vale do Jaguaribe: Potiretama (22 milímetros) e Morada Nova (11,4 milímetros).

Com as precipitações das últimas 24 horas ruas e avenidas de Juazeiro do Norte ficaram alagadas. Avenida Leão Sampaio que liga Juazeiro do Norte e Barbalha ficou cheio de água. Trânsito ficou congestionado. O Triângulo Crajubar que liga os municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, também ficou comprometido por causa do acúmulo de água.

G1

O ministro da Informação da província de Khyber Pakhtunkhwa, no Paquistão, definitivamente contratará um assessor para gerenciar as redes sociais após cometer uma gafe que viralizou no mundo todo: ele transmitiu uma conferência para jornalistas com o filtro de “gatinho” ativado.
O episódio ocorreu com o ministro paquistanês Yousuf Shaukat Zai. Ele conversava com jornalistas locais, em uma conferência de imprensa que foi ao ar em uma Live no Facebook. No entanto, o foco da conferência foi rapidamente desviado por um pequeno detalhe, que fez o caso ganhar viralizar mundialmente.

O ministro “ganhou” orelhas e um bigode de gato enquanto falava ao vivo, porque esqueceu de desativar o sistema de filtros do aplicativo. Curiosamente, o preenchimento automático logo também atingiu seu colega, que passou a ter a aparência de um gato também.
O vídeo, transmitido na conta oficial do ministro, rapidamente se tornou viral nas redes sociais, e twittes como "Quem soltou os gatos?" tomaram conta da internet. Mais tarde ele foi removido da página oficial do partido político.

Respondendo ao incidente constrangedor, a equipe de mídia social do partido governista PTI (Paquistão Tehreek-e-Insaf) chamou isso de "erro humano" e disse que "todas as ações foram tomadas para evitar tais incidentes no futuro".

"Ontem, enquanto cobria uma coletiva de imprensa realizada pelo ministro da Informação do KP, Shaukat Yousafzai, um 'filtro de gato' foi testemunhado pelos telespectadores, que foi removido em poucos minutos", afirmou o comunicado do partido.

"Ontem, enquanto cobria uma coletiva de imprensa realizada pelo ministro da Informação do KP, Shaukat Yousafzai, um 'filtro de gato' foi testemunhado pelos telespectadores, que foi removido em poucos minutos", afirmou o comunicado do partido.

Positive image of Pakistan is being promoted though a press conference streamed live on Facebook with cat filter on ministers of KP province..
340 pessoas estão falando sobre isso

(Com informações de Olhar Digital)


O presidente Jair Bolsonaro desistiu de dois processos que movia contra o ex-governador do Ceará e candidato à presidência derrotado no ano passado, Ciro Gomes (PDT-CE). A informação é da colunista Bela Megale, no O Globo desta terça-feira.
Em um deles, Ciro já havia se tornado réu pelos crimes de injúria, calúnia e difamação.
Na ação penal que corre na 20ª Vara Criminal de São Paulo, Bolsonaro acusou o ex-governador de calúnia por uma declaração que ele deu em 2017 à Rádio Jovem Pan. Na ocasião, Ciro disse que Bolsonaro havia recebido R$ 200 mil da JBS e que teria feito lavagem de dinheiro com o montante. Também falou que o então deputado federal era um “moralista de goela”. A petição desistindo desse processo foi protocolada nesta segunda (17) pela defesa de Bolsonaro.
Bolsonaro já tinha desistido, na semana passada, de uma ação na esfera civil contra Ciro Gomes que tratava do mesmo tema. Na quarta-feira (12), advogados de Bolsonaro apresentaram a petição e, dois dias depois, o processo foi extinto por desistência. A interlocutores, Bolsonaro disse que as ações foram feitas no período em que ele era parlamentar e que mantê-las não condizia com a altura do cargo ocupa hoje.
Fonte: http://blogdoeliomar.com.br/


Um dia após vetar a gratuidade das bagagens em voos domésticos, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) argumentou que o passageiro que quiser carregar mais de dez quilos em viagens nacionais deve pagar por isso e que o objetivo da medida é aumentar a concorrência no setor aéreo.
Bolsonaro falou com jornalistas após cerimônia de hasteamento da bandeira nacional. O presidente afirmou que a decisão foi tomada porque empresas menores diziam que a gratuidade seria um empecilho para elas.

"Até 10 quilos está liberado. Com todo respeito, quem fizer uma viagem e quer levar mais de 10 quilos, se quer levar mais de 10 quilos, pague", ressaltou.

Bolsonaro disse ainda que sempre viajou sem malas e que acabava pagando pelos que levavam bagagem gratuitamente. "Você está pagando R$ 500 a passagem, eu paguei R$ 1.500. A diferença de R$ 1.000, esse é o grande problema que nós temos", afirmou.

Na última segunda-feira (17), ao vetar a gratuidade das bagagens em voos domésticos, Bolsonaro apontou "razões de interesse público e violação ao devido processo legislativo". O prazo para sanção da MP se esgotava na segunda.

Antes de decidir vetar, Bolsonaro havia cogitado sancionar integralmente a medida que libera 100% do capital de companhias aéreas a empresas estrangeiras. No entanto, foi aconselhado pela equipe econômica a vetar o trecho para estimular o aumento de competitividade do mercado.
Especialistas do setor afirmavam que a gratuidade das bagagens impediria a entrada de empresas de baixo custo no país, em meio à crise da Avianca, que entrou com pedido de recuperação judicial no final do ano passado e cancelou uma série de voos no país.

A medida provisória (MP) que abre 100% do setor aéreo ao capital estrangeiro foi apresentada pelo governo de Michel Temer e aprovada pelo Congresso em maio. As empresas aéreas no Brasil permanecem autorizadas a cobrar pela bagagem despachada desde dezembro de 2016, quando a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) editou uma resolução sobre o tema.

Os passageiros podem levar sem pagar apenas 10 kg em bagagem de mão nas rotas nacionais.

A MP das aéreas estabeleceu que a franquia mínima de bagagem despachada deve ser de 23 kg para as aeronaves com mais de 31 assentos. Para os aviões menores, a franquia será de 18 kg (até 31 assentos) e de 10 kg (até 20 lugares).

(Folhapress) 

Tecnologia do Blogger.