A boa notícia, além das chuvas que começam a abastecer reservatórios no interior do Ceará, é que as águas da Transposição do Rio São Francisco já estão mais perto de Jati, município da Região do Cariri. O Ministério da Integração Nacional confirmou, esta semana, que o reservatório de Negreiro, em Salgueiro (PE), já está abastecendo a barragem de Milagres, na cidade de Verdejante em Pernambuco. É a última estação antes de chegar ao Ceará, o que deverá acontecer até o fim de março.


Com boas chuvas e a chegada das águas do “Velho Chico”, a esperança é que os açudes cearenses garantam reserva hídrica suficiente por todo o ano. Em solo cearense, as águas do São Francisco devem abastecer primeiro a barragem de Jati, na região do Cariri. De lá,o recurso hídrico segue até Missão Velha, onde será direcionado ao Riacho Seco, seguindo pelo Rio Salgado até desaguar no Rio Jaguaribe, onde cairá no maior reservatório do Ceará, o açude Castanhão, em Alto Santo.

Blog Max Weber.



Mais de 100 pessoas foram atendidas na emergência do Hospital Regional de Icó, no interior do Ceará, com sintomas de intoxicação alimentar, na madrugada desta sexta-feira (24). Na noite anterior, elas haviam participado de uma festa de formatura da Escola de Ensino Médio Vivina Monteiro, da rede estadual de ensino, em um clube da cidade.


Alunos, parentes e convidados, incluindo crianças e idosos, relataram distúrbios gastrointestinais e dor abdominal intensa, além de vômito e diarreia. Médico plantonista do Hospital, Fábio Nobre informou que os pacientes começaram a chegar por volta de 1h30, reclamando de uma salada servida no evento. O G1 entrou em contato com a Escola Vivina Monteiro, mas não obteve retorno.

Os pacientes foram medicados com analgésicos para o alívio da dor e desconforto abdominal e remédio para vômito. Houve necessidade de reforço de enfermeiros e auxiliares para dar conta da demanda. Todos os pacientes foram liberados na manhã desta sexta.

Investigação
“Todos chegaram com sintoma de intoxicação alimentar, náusea, vômito, mas nada grave, nada fora da anormalidade de uma intoxicação alimentar”, explica Luma Cavalcante, diretora do Hospital Regional de Icó.

O médico Fábio Nobre afirmou que o surto será investigado pela equipe de vigilância epidemiológica do município.

O espaço para a festa foi cedido pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Icó. A presidente da entidade, Rosa Pinheiro, declarou que a CDL não foi responsável pelos alimentos servidos no evento.

A 17ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede), em Icó, informou que a equipe de coordenação estava em reunião fora da unidade.

Por Wandenberg Belém e Honório Barbosa, G1 CE

Por Monica Damasceno. Mais de 1.400 motoristas foram multados em 2019 por usar fone de ouvido e celular enquanto dirigiam em Juazeiro do Norte, as informações são do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran).


O aumento em relação a 2018 foi de 21,10% onde foram aplicadas 1.161 multas.Observar motoristas ao celular não é algo difícil. A reportagem do News Cariri flagrou diversos casos nas ruas da cidade. Pensando nisso, convidamos o diretor de transportes, Josivaldo Pereira, que deixa importantes alertas aos condutores.

Fonte:  News Cariri


Lorena Tavares. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUNCEME) registrou chuva em 17 municípios do Cariri entre às 7hs da quinta-feira (23) e às 7hs desta sexta-feira (24). Segundo o órgão, o maior volume da região ocorreu em Milagres, 22 milímetros (mm). No Ceará, as precipitações banharam 63 municípios, com o maior registro sendo em Guaraciaba do Norte, 29.0 mm. Confira onde choveu no Cariri:


A Funceme prevê para hoje o predomínio de nebulosidade variável em todas as regiões com possibilidade de chuva no Sertão dos Inhamuns e na Ibiapaba. Já para o sábado, a previsão é de predomínio de nebulosidade variável em todas as regiões com possibilidade de chuva na região Jaguaribana, no Sertão Central, no Maciço de Baturité e na Serra da Ibiapaba.

Fonte:Gazeta Cariri.



O Conselho da Mulher do Crato organizou um protesto na frente do fórum nesta manhã. "A gente pede justiça nesse caso, e que o acusado pegue a pena máxima,  por isso, estamos aqui na porta do fórum", afirmou a vice-presidente do Conselho da Mulher, Mara Guedes.  

Homenagens
A morte da professora comoveu a cidade em 2018. Familiares e amigos realizaram ato em homenagem a Silvany, com participação de cerca de 300 pessoas.

A 'Lei Silvany', em homenagem à professora, será aplicada a partir de março. A proposta foi criada pela Câmara dos Vereadores de Crato. A ideia é levar o tema "violência familiar" no currículo regular das escolas municipais. Serão desenvolvidos trabalhos, pesquisas e ações para debater o tema com os alunos. Os professores também devem receber uma formação específica para abordar o assunto.

Fonte: Diário do Nordeste



O Ministério da Saúde disse hoje (23) que já descartou a suspeita de casos de coronavírus em cinco unidades da federação. Segundo a pasta, as notificações à rede Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) feitas pelas secretarias de Saúde do Distrito Federal, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Sul não se enquadram nos critérios estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para diagnosticar a doença.
Notificações não se enquadram em critérios para diagnosticar a doença. | (Reprodução)
"Até o momento, não existe nenhum caso suspeito de coronavírus no Brasil", afirmou o secretário substituto de Vigilância em Saúde, Júlio Croda, ao explicar a jornalistas que o ministério vem acompanhando a situação mundial desde 31 de dezembro, quando o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus (219-nCoV) foi oficialmente registrado na China. Segundo o secretário, o Brasil está preparado para lidar com uma eventual epidemia da doença.
Evitando comentar o resultado dos exames laboratoriais a que as pessoas foram submetidos nos cinco casos reportados como suspeitos, o secretário foi taxativo: “A Organização Mundial da Saúde estabeleceu dois critérios [para atestar a presença do coronavírus no organismo]. Um clínico: a pessoa precisa ter febre e mais algum sintoma respiratório. E temos os critérios epidemiológicos, que são três: ter viajado para Wuhan, na China; ter tido contato com algum paciente suspeito de coronavírus ou com algum paciente com [a doença] já confirmada. São estas as situações em que uma pessoa pode ser enquadrada em um caso suspeito.”
Para Croda, há um justificado “medo generalizado” diante da nova doença que, além da China, já se espalhou por oito países (Arábia Saudita, Cingapura, Coreia do Sul, Estados Unidos, Japão, Tailândia, Taiwan e Vietnã). Por isso, disse o secretário, para evitar alarmismo e gastos desnecessários, é importante que os gestores de saúde estaduais se informem sobre as características do coronavírus e a respeito dos critérios estabelecidos pela OMS.
“A recomendação para os gestores é: leiam o boletim epidemiológico [divulgado pelo Ministério da Saúde]. Serviços de vigilância epidemiológica, leiam o boletim! Enquadrem suas suspeitas na definição de caso aqui colocado, que é a mesma da OMS. No momento, esta é a principal recomendação para os gestores. Que sigam as recomendações do ministério”, declarou o secretário substituto, reconhecendo que a definição de casos de doenças é dinâmica e precisa ser revista a todo instante.
“Em muitos momentos, a vigilância epidemiológica estadual se antecipa e toma medidas preventivas necessárias e solicita os exames necessários. Não há nenhum problema em relação às [secretarias estaduais] reportarem um possível caso ao ministério. Trabalharemos juntos para esclarecer a situação”, comentou o secretário substituto, garantindo que, ontem mesmo, entrou em contato com a secretaria de Saúde de Minas Gerais para tratar do caso reportado como suspeito pela secretaria estadual. “É um caso que não se enquadra na atual definição da OMS.”
Croda ressaltou que as secretarias estaduais têm autonomia para submeter a exames os casos que julgarem suspeitos, mas o Ministério da Saúde, com base na atual orientação da OMS, não recomenda que isto seja feito por julgar uma ação pouco efetiva e dispendiosa. “Não vamos fazer exames para todas as síndromes gripais, que são avaliadas de acordo com o protocolo de influenza, que é o vírus mais comum. Nestes casos, não há por que submeter [o paciente] ao protocolo de coronavírus”, acrescentou Croda, sem revelar o resultado dos testes a que foram submetidos os pacientes dos cinco casos que estados relataram como suspeita de coronavírus. “Eles foram encaminhados para exames laboratoriais para testagem de influenza. O resultado ainda estão sendo processados. Este teste não vai detectar coronavírus, mas sim influenza”.
O secretário substituto de Vigilância em Saúde garantiu que o Brasil está preparado para lidar com uma eventual epidemia da doença. "Por enquanto, segundo a OMS, a transmissão do vírus está restrita entre familiares e profissionais de saúde. E o Brasil está preparado. Já ativamos nosso Centro de Operações em Emergência para organizar a rede com os estados e estabelecer critérios de definição de casos. E, principalmente, atualizar diariamente as informações que forem surgindo, como eventuais mudanças na definição de casos", acrescentou Croda.
Características
Segundo o Ministério da Saúde, os coronavírus são uma grande família viral que causa infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Os coronavírus humanos causam doença respiratória, de leve a moderada, no trato respiratório superior. Os vírus receberam esse nome devido às espículas na sua superfície, que lembram uma coroa.
Os primeiros coronavírus humanos foram inicialmente identificados em meados da década de 1960.
Agência Brasil.

Um homem no Ceará foi confundido com o seu irmão gêmeo e foi dado como morto pelos familiares. Os gêmeos Cosmo Damião e Damião Cosmo eram gêmeos idênticos, ou univitelinos, e apresentavam detalhes físicos bastante semelhantes, além do mesmo material genético. Com a morte de um deles, a família confundiu os documentos e afirmou que o irmão vivo, na verdade, estaria morto.
A confusão começou quando um dos irmãos sofreu um acidente de carro e morreu. | (Reprodução)

A confusão começou no dia 25 de dezembro do ano passado quando um dos irmãos sofreu um acidente de carro e faleceu. O corpo chegou à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), e foi dado como desconhecido.
Uma pessoa da família apresentou, no mesmo dia, a certidão de nascimento do gêmeo chamado Cosmo Damião. Segundo os exames realizados pelo Laboratório de Identificação Necropapiloscópica (LIN), ficou confirmado que as impressões digitais do corpo eram as mesmas do banco de dados.
Entretanto, os familiares voltaram ao local afirmando que teriam levado a certidão errada e quem havia morrido era o outro gêmeo, Damião Cosmo. Com a contestação, foi preciso realizar novos exames, dessa vez comparando com as impressões digitais no documento do gêmeo vivo, com as encontradas no irmão morto.
A documentação de ambos foi confrontada com os bancos de dados e, juntamente com os dados coletados, foi confirmado que o corpo realmente pertencia a Cosmo Damião, e não a Damião Cosmo, que está vivo.
Fonte: O Povo OnLine
Tecnologia do Blogger.