Governo anuncia privatização dos Correios

Nesta quarta-feira (21), o ministro da economia Paulo Guedes anuncia oficialmente a privatização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e de outras 16 estatais. Para que isso seja possível, é necessário o aval do Congresso.
A justificativa para a privatização dos Correios se respalda nos casos de corrupção, ineficiência, greves constantes e perda de mercado para empresas privadas de entrega | Reprodução
O Governo justifica a privatização dos Correios por conta de casos de corrupção, ineficiência, greves constantes e perda de mercado para empresas privadas de entrega. É dito também que, ao longo de estudos feitos pelo Ministério da Economia, foram apontados rombos no fundo de pensão dos funcionários e no Postal Saúde (plano atende aos funcionários), que somam R$ 15 bilhões.
Pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro informou que as empresas vão entrar no Programa de Parceria de Investimentos (PPI) antes do início do processo de privatização e que, apesar de encerrar ainda este ano, afirmou que é demorado pela necessidade do aval do Congresso.
(Com informações do Olhar Digital)
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: