Com os melhores resultados da educação na história, 182 municípios cearenses recebem Prêmio Escola Nota Dez

Esta foi a 11ª edição do Prêmio Escola Nota Dez, que resultou em 337 premiações para as unidades educacionais que obtiveram bons resultados nos 2°, 5° e 9° anos do Ensino Fundamental.

A educação cearense alcançou os melhores resultados de sua história no ano de 2018. E como forma de recompensar e estimular o trabalho desenvolvido nos municípios, uma grande festa nesta quinta-feira (6), no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, marcou a entrega do Prêmio Escola Nota Dez para as melhores escolas públicas do ano passado, em 182 municípios. Promovido pelo Governo do Ceará, a iniciativa realizou 337 premiações em sua 11ª edição. O governador Camilo Santana marcou presença, acompanhado da vice-governadora Izolda Cela e da secretária da Educação, Eliana Estrela.
O Centro de Eventos recebeu milhares de educadores de diversas cidades do Ceará para receber a premiação das mãos do governador, com muita festa. “Hoje é um dia de reconhecimento ao trabalho que vem sendo desenvolvido há anos no Ceará. É uma política que cada vez mais vem sendo ampliada, aperfeiçoada, pactuada com os municípios. É uma política continuada, meritocrática, que tem premiado alunos, professores, escolas, municípios, e o resultado está aí. O Ceará saiu em 2007 de 39% de alunos alfabetizados na idade certa para praticamente 90% das crianças do 2° ano alfabetizadas. Todos os indicadores têm melhorado. Em 2018 foram os melhores resultados desde quando o Programa (de Alfabetização na Idade Certa) se iniciou e é por isso que o Ceará hoje tem o reconhecimento de ter a melhor educação pública do Ensino Fundamental do país. Inclusive, no último IDEB, das 100 melhores escolas públicas do Brasil, 82 são do Ceará. Então, esse é o momento de reconhecer o trabalho de todos pela educação, que é a coisa mais importante para transformar o país, os estados e as cidades”, enfatizou o chefe do Executivo.
Das premiações entregues às escolas na 11ª edição do prêmio, 150 foram para os melhores resultados de alfabetização na idade certa ao final do 2º ano do Ensino Fundamental. Já com relação à avaliação dos estudantes nas disciplinas de Português e Matemática, critério adotado para premiar as escolas pelo desempenho de suas turmas do 5º e 9º anos, foram mais 150 e outros 37 prêmios, respectivamente.A avaliação alcançou 283.420 alunos das três séries de 5.142 escolas públicas.
Entusiasta e parte importante nesse modelo educacional adotado pelo Ceará na década passada, a vice-governadora Izolda Cela reconhece a importância da pactuação com os municípios. “É uma renovada alegria encontrá-los neste momento para celebrarmos a educação pública das crianças e jovens no Ceará. Isso acontece porque somos muitos e somos bem articulados. As gestões municipais também são responsáveis por isso e com isso os bons resultados só aumentam. Este trabalho está sustentando a educação do Ceará e todos os outros bons resultados que o Ceará atingiu ao longo dos últimos anos” destacou Izolda.
No início do Programa, apenas 14 municípios estavam no padrão desejável em alfabetização das crianças ao final do 2º ano do Ensino Fundamental. Em 2018, esse número saltou para 182. Quanto ao 5º ano, nenhum município cearense em 2008 apresentou média no nível adequado em Português e Matemática. Em 2018, 65 municípios já se encontravam com proficiência média no nível adequado nas duas disciplinas. No 9º ano é possível identificar que em Língua Portuguesa são 155 municípios nos melhores níveis e em Matemática são 48. Em 2010 eram 7 em Língua Portuguesa e 4 em Matemática. Mais uma vez, o Ceará obteve avaliação positiva em todos os municípios nesta etapa da educação básica.

Avaliação

Para conquistar a premiação, as escolas devem ter, no momento da prova, pelo menos 20 alunos matriculados na série avaliada, além de ter, no mínimo, 90% de participação de alunos. No 2º ano, a pontuação deve ficar entre 8,5 e 10, enquanto nos 5º e 9º anos os estudantes devem obter notas entre 7,5 e 10 em Português e Matemática.
As informações dos resultados são colhidas através do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Estado do Ceará (Spaece), desenvolvido pela Secretaria da Educação (Seduc), em parceria com os 184 municípios cearenses. Os dados apresentados constatam os avanços obtidos com o Programa Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic), como reconhece a secretária Eliana Estrela. “Celebramos o início do Programa de Alfabetização na Idade Certa. Nós estamos implantando um programa que garante às crianças a alfabetização na idade certa e a base necessária para que elas sigam com uma base sólida para desenvolver a aprendizagem. O governador Camilo Santana teve a decisão de continuar com a política de educação, valorizando o ensino médio e contribuindo para que os bons resultados na educação sempre permaneçam”, enalteceu Eliana.
Desde 2015, o Governo do Ceará desenvolve o Mais Paic – Programa Aprendizagem na Idade Certa. Essa medida tem como finalidade ampliar o trabalho de cooperação já existente com os 184 municípios, que além da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano do EF, passou a atender também do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental II nas escolas públicas cearenses. As estratégias para alcançar a melhoria nestes níveis de ensino incluem o acompanhamento das escolas, a formação de professores e a utilização de material didático.

Reconhecimento

A premiação para cada escola é de R$ 2 mil por aluno avaliado. Aquelas que precisam melhorar seu desempenho no processo avaliatório também recebem um estímulo de mil reais por estudante. O pagamento é feito em duas parcelas, sendo a primeira equivalente a 75% do valor total que cada unidade tem direito, mediante aprovação pela Seduc do Plano de Aplicação de Recursos Financeiros. O restante será quitado após a escola comprovar a execução da ação de cooperação técnico pedagógica com as escolas que tenham obtido os menores resultados; apresentar manutenção ou elevação do bom desempenho alcançado e a melhoria dos resultados da escola apoiada.
Crateús teve nove escolas premiadas e mais 24 que conquistaram nota 10. Segundo a secretária municipal de Educação, Luiza Aurélia Teixeira, com o valor conquista por conta da premiação, o Município vai seguir investindo para ampliar os bons resultados na área. “Nós temos investido em planejamento, formação de professores, livros didáticos e paradidáticos. Temos também investido em livros para trabalhar os conteúdos de Língua Portuguesa e Matemática para melhorar nosso desempenho no 9° ano. Ainda estamos querendo informatizar nosso sistema educacional e adquirir mais equipamentos” comunicou a gestora.
Além desse incentivo através de recursos financeiros para que as escolas possam melhorar suas estruturas, o Prêmio Escola Nota Dez reforça o sentimento de satisfação nos docentes por participarem de maneira fundamental da formação das novas gerações, segundo Maria Rosenilda, coordenadora da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Antônio Laurênio de Oliveira, no Cedro, na Região Centro-Sul. “Isso desperta o interesse do professor. Ser reconhecido como o professor que ajudou a criança a ler e aprender é muito gratificante para o educador. Nosso objetivo é aprimorar cada vez mais o aprendizado de nossos alunos”, disse a pedagoga.
Fonte: Governo do Estado - Site
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: