Governo do Ceará sobre o movimento dos caminhoneiros


O Governo do Ceará informa que, neste sábado (26), sexto dia da paralisação nacional dos caminhoneiros, toda a rede estadual continua prestando os serviços sem o registro de qualquer interrupção no atendimento à população cearense.
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) segue auxiliando na distribuição de combustível no estado. Todas as ações das forças da segurança pública são acompanhadas em tempo real no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) na SSPDS, onde os órgãos de segurança do Estado atuam em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Sindipostos e setores de inteligência. O fornecimento do combustível está sendo realizado de forma gradativa, garantindo inicialmente a recarga nos serviços aeroviários e rodoviários. Na sequência, acontece o reabastecimento dos postos de combustível da capital e região metropolitana, além do reabastecimento nos postos do interior do Ceará.
Além das ações de distribuição de combustível, a pasta reforçou o contingente de policiais da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), especialmente nos locais onde há registro de bloqueio de pista nas rodovias estaduais e assegura o trânsito de ambulâncias, transporte escolar e afins, além de veículos particulares, nos pontos de bloqueio. A SSPDS implantou um esquema especial para garantia de abastecimento de viaturas, a fim de evitar prejuízos no policiamento das ruas.
O atendimento de Saúde também mantém as medidas de precaução, não tendo sido registrada, até agora, nenhuma ocorrência derivada dos efeitos da paralisação. Aeroportos estaduais estão funcionando sem alterações. O Porto do Pecém segue operando com as medidas já adotadas.
O grupo de trabalho formado pelo Gabinete do Governador segue monitorando todas as áreas da gestão pública.
O Governo do Ceará reforça o seu compromisso de atuar para garantir o funcionamento de toda a sua estrutura e atendimento aos cearenses, a fim de reduzir os transtornos causados pela paralisação dos caminhoneiros. 
Com informação do Governo do Estado do Ceará.

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: