Ceará tem chuvas 64,1% acima da média histórica em fevereiro

As chuvas ao longo de fevereiro no Ceará superaram em 64,1% a média histórica para o mês. Segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), choveu 194,7 milímetros, enquanto a média histórica para o mês é de 118,6 milímetros. Até o último domingo, 1º, 13 açudes estavam sangrando no Ceará.
Sangradouro do açude Gameleira, em Itapipoca. Reservatório é um dos 13 sangrando no Estado (Foto: Tatiana Fortes)

Em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 172 milímetros de chuvas, em fevereiro de 2020 houve aumento de 13,1%. Principal sistema indutor das chuvas no Ceará durante a quadra chuvosa, a atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCI) próxima do litoral e de outras regiões é a causa da quantidade de chuvas durante o mês, de acordo com a Funceme.

Com chuvas bem distribuídas pelo Estado, o resultado das precipitações nas macrorregiões também foi superior à média histórica registrada em cada uma delas. A área que recebeu maior volume de chuva em fevereiro deste ano foi o litoral de Fortaleza. A quantidade observada foi quase o dobro da média histórica, com aumento de 93,3%. Foram 281,9 milímetros, frente à média histórica de 145,8 milímetros. No ano passado, a macrorregião registrou 285,7 milímetros, aproximadamente 96% acima da média.

Na macrorregião do Sertão Central e Inhamuns, que apresentou o menor registro em fevereiro de 2020, choveu 163,2 milímetros. O resultado representa aumento de 55% em relação à média histórica da região, de 105,3 milímetros. Em relação a 2019, o aumento na média de precipitação durante o mês foi de 23%.

Na comparação entre os volumes registrados em fevereiro de 2020 e em fevereiro do ano anterior, porém, o Cariri foi a região que teve melhor resultado. Neste ano, o volume de chuvas registrado mais do que dobrou. Choveu 246,1 milímetros, um aumento de 128,5% em relação aos 107,7 milímetros do ano anterior.

Segundo dados divulgados no último domingo, 1º, pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), subiu para 13 o número de açudes sangrando no Ceará. Até a última sexta-feira, 28, apenas dez reservatórios haviam atingindo a capacidade máxima.

O número de açudes que apresentam nível de água em mais de 90% também aumentou, indo de 18 para 19. Outros 90 reservatórios seguem no mesmo estado apontado em último balanço, com menos de 30% do volume atingido. Os reservatórios que sangraram após levantamento na última semana foram nos municípios de Meruoca, Santana do Acaraú e Moraújo. Eles atingiram entre 100% a 103% do volume. (Gabriela Custódio/ Gabriela Almeida)

Açudes que estão sangrando:
- Acarape do Meio, em Redenção
- Acaraú Mirim, em de Massapê
- Gameleira, em Itapipoca
- Germinal, em Palmácia
- Itapebussu, em Maranguape
- Itaúna, em Granja
- Jenipapo, em Meruoca
- Quandú, em Itapipoca
- São Pedro Timbaúba, em Miraíma
- São Vicente, em Santana do Acaraú
- Tijuquinha, em Baturité
- Tucunduba, em Senador Sá
- Várzea da Volta, em Moraujo

Com informações portal O Povo Online
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: