Patrícia Pillar desmente que tenha sido agredida e declara apoio a Ciro Gomes

A diretora e atriz Patrícia Pillar usou as redes sociais para desmentir o boato de que teria sido agredida pelo ex-marido Ciro Gomes (PDT). Ela destacou aos seguidores que teve a imagem usada para divulgar notícias falsas e favorecer um candidato em quem "jamais" votaria, em referência a Jair Bolsonaro (PSL). A atriz frisou que nunca foi alvo de qualquer tipo de violência.

Na imagem falsa que circula nas redes, uma foto de Patrícia Pillar aparece ao lado da frase: "Gente, eu nunca fui casada com o Bolsonaro. Quem me batia era o Ciro Gomes". O conteúdo era disposto em aspas e com a assinatura dela, como se a atriz tivesse se manifestado desta forma.

"Estou aqui para dizer que estão usando a minha imagem para divulgar notícias falsas e favorecendo um candidato que jamais seria o meu. Eu nunca sofri nenhum tipo de violência da parte de ninguém. Isso é totalmente falso. E eu quero dizer também que, independente de qual seja o seu candidato, o que a gente precisa agora é de paz e respeito", destacou Patrícia.

Em um segundo vídeo, Patrícia declarou seu voto em Ciro. Ressaltou que vê a política como "possibilidade de diálogo" e que defende "um caminho diferente do que está aí".

"Eu sempre gostei de política. Política como possibilidade de diálogo, como uma troca de ideias, uma coisa positiva pra vida das pessoas. Defendo um caminho novo, diferente do que está aí. O meu candidato é o Ciro Gomes, porque eu acredito no projeto que ele tem para o Brasil. Eu conheço o Ciro, e eu voto no Ciro Gomes", ressaltou.

Fonte: O Globo
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: