Candidatos a governador do Ceará gastaram quase R$ 1 milhão em panfletos e adesivos para a campanha política

Os candidatos a governador do Ceará gastaram, até agora, R$ 961,2 mil em panfletos e adesivos para a campanha. Camilo Santana (PT), General Theophilo (PSDB) e Ailton Lopes (Psol) contribuem para o montante. Os outros três concorrentes não produziram materiais, segundo informações apresentadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Se somar a esse valor os recursos aplicados em propaganda eleitoral, os números chegam a R$ 1,63 milhão.
 
O petista Camilo Santana, em busca da reeleição, tem a campanha mais cara até agora no Estado. Ele recebeu R$ 2,03 milhões em recursos para conquistar os votos da maioria dos cearenses.

Segunda campanha mais cara do Ceará, General Theophilo(PSDB) investiu R$ 156,6 mil em materiais impressos de publicidade e R$ 150 mil na produção de propaganda para os diversos veículos de comunicação.

O psolista Ailton Lopes completa a lista de candidatos com gastos em materiais impressos de campanha. Segundo declarou ao TSE, foram R$ 49,4 mil em adesivos e R$ 1,5 mil para jingles e slogans.

O advogado Hélio Góis (PSL) não apresentou gastos com materiais impressos de campanha. Para a produção da propaganda eleitoral obrigatória, desembolsou R$ 20 mil.

O candidato do PSTU, Raimundão, declarou ter gasto R$ 800, recebido de doação privada, para produção de propaganda eleitoral.

Mikaelton Carantino (PCO) recebeu R$ 600 do PCO. Com a candidatura aguardando julgamento, não há gastos na campanha até agora. 

Fonte: O Povo Online
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: