não mexer

header ads

Motorista morto a tiros em Potengi e garota saiu baleada após 22 meses sem homicídios.

Após um ano e dez meses sem o registro de homicídios no município de Potengi, uma pessoa foi assassinada na tarde deste domingo. Por volta das 16h30min o motorista Luciano Martins de Souza, de 43 anos completados na última terça-feira, foi morto a tiros na cabeça e nas costas. O crime aconteceu na calçada de sua casa na Rua Almino Alencar (Bairro Populares) em Potengi e sua sobrinha Ana Raquel Martins de Sousa saiu lesionada com um tiro nas pernas e foi socorrida ao hospital local.

Segundo testemunhas, o acusado se aproximou da vítima e sem qualquer discussão foi atirando para fugir em seguida numa moto vermelha.

Luciano foi morto perto de sua casa no bairro Populares em Potengi (Foto: Reprodução)

A polícia foi acionada e uma patrulha do Destacamento de Potengi com o Cabo Castro e os Soldados P. Rodrigues e Wedson esteve no local, sendo informados por testemunhas que o autor dos cinco disparos tinha sido uma pessoa identificada apenas por “Luiz Guedes”. Este se aproximou da vítima e sem qualquer discussão foi atirando para fugir em seguida numa moto vermelha não sendo localizado nas diligências que teve o apoio de uma viatura de Araripe sob o comando do Sargento R. Costa.

O último homicídio em Potengi tinha acontecido na noite do dia 26 de outubro de 2019 quando o agricultor Antonio José da Cruz, de 27 anos, que residia no Sítio Carcará, foi morto com um tiro no pescoço. O acusado do crime foi o também agricultor e morador da localidade, Cleilton Fernandes da Silva, de 21 anos, que fugiu. Os dois estavam bebendo num bar do Sítio Carcará quando passaram a discutir e aconteceu o homicídio.

Com informações do site MISÉRIA.

GALERIA FOTOS.









Postar um comentário

0 Comentários