Torre da Igreja do Céu em Viçosa do Ceará desaba, não há informações de feridos

O prédio passou por reforma recente. Não há informações de feridos.
31/03/2019 - A torre da Igreja do Céu, em Viçosa do Ceará, desabou na madrugada deste domingo, 31. A estrutura caiu dentro do prédio e danificou parte da cobertura do local. Não há informações de vítimas.

De acordo com Esequiel Mesquita, professor de Engenharia Civil e coordenador do Laboratório de Reabilitação e Durabilidade das Estruturas, o prédio já dava sinais de instabilidades estruturais, apesar de reformas recentes.

"A principal hipótese é de que, durante o processo de urbanização, as movimentações de terra, tratores e escavadeira ocasionou os primeiros danos na estrutura ainda no ano de 2016", disse. O engenheiro conta que no ano seguinte realizou estudos para entender se os danos eram consequências das alvenarias frágeis ou por fatores externos.

"Descartamos ser fragilidade porque as paredes tinham capacidade de resistir até 60% a mais de carga, foi efetivamente a falta de cuidado. O relatório foi apresentado ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e ao bispo, que tomasse providências. Eles fizeram só uma reforma, não fizeram um reforço que havíamos indicado", apontou.

Ele ainda afastou a hipótese de que somente as chuvas tenham provocado o acidente. "Não foi por conta da chuva, a questão toda é que (a torre) estava fissurada. A chuva foi só um acelerador, mas a chuva não derrubou sozinha. Se a igreja estivesse bem mantida, isso não teria ocorrido", disse.

Patrimônio histórico

Inaugurada em 14 de agosto de 1938 e dedicada à Nossa Senhora das Vitórias. A igreja foi batizada pelo bispo de Sobral Dom José Tupinambá da frota. Foi construída pelo Monsenhor José carneiro da Cunha, graças à ajuda e cooperação do povo viçosense. Além da estrutura da torre, sobre ela havia ainda a imagem de Jesus Cristo esculpida pelo italiano Agostinho Ódisio Baomés em 1939. A obra ficou destruída.

O local de acesso a Igreja se faz por duas vias, ou seja, pelos degraus, que somam 334 ao todo, ao redor das margens das 15 estações da via sacra, representando o martírio de Jesus Cristo e também acessível pela estrada asfaltada às margens do cemitério municipal.

IGOR CAVALCANTE | O POVO
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: