Polícia apreende remédios e pedras preciosas onde João de Deus atendia

A Polícia Civil de Goiás voltou à Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, nesta sexta-feira (21), onde João Teixeira de Faria, o João de Deus, teria cometido abusos sexuais contra mulheres. A corporação informou à TV Anhanguera que apreendeu pedras preciosas, medicamentos e dinheiro. Ele nega as acusações.
Segundo a corporação, a equipe está fazendo uma perícia complementar no local com apoio da Vigilância Sanitária e do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO). João de Deus já foi indiciado por violação sexual mediante fraude com base no depoimento de uma mulher que contou ter sido abusada pelo médium no último dia 24 de outubro deste ano.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: