MP Eleitoral pede cassação de 10 deputados eleitos no Ceará

Dez deputados, sendo 7 estaduais e 3 federais, eleitos em 2018 poderão ter o diploma e o registro de candidatura cassados no Ceará.
Em 37 ações ajuizadas, o Ministério Público Eleitoral (MP) aponta a prática de abuso de poder, conduta vedada, gasto irregular em campanha e captação ilícita de votos.

As ações envolvem os dez acusados e mais dezenas de pessoas igualmente envolvidas nas irregularidades, que também poderão ser condenadas a pagamento de multa e até inelegibilidade. Todas serão julgadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Os deputados estaduais eleitos com pedido de cassação protocolado são Aderlânia Noronha, André Fernandes, Danniel Oliveira, Erika Amorim, Leonardo Araújo, Sérgio Aguiar e Tin Gomes. Já os deputados federais alvos de ação do MP Eleitoral que poderão ter os diplomas cassados são Eduardo Bismarck, Geneciais Noronha e Idilvan Alencar. Todos estão envolvidos em casos de conduta vedada ou de abuso de poder político ou econômico.

Além deles, os candidatos não eleitos Eunício Oliveira, Dedé Teixeira, Odécio Carneiro e Diego Barreto também são alvo de ações e poderão ficar inelegíveis em próximos pleitos.

Fonte: Tribuna do Ceará.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: