Catar pede que Bolsonaro não transfira embaixada brasileira em Israel para Jerusalém

O governo do Catar pediu ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) que não transfira a embaixada do Brasil em Israel para Jerusalém. Em comunicado em seu site nesse sábado, 3, o Ministério das Relações Exteriores catari advertiu que a medida contraria o consenso internacional expressado pelas Nações Unidas.
“O Catar pediu ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, que reverta sua decisão de transferir a embaixada do seu país em Israel de Tel Aviv para a ocupada cidade de Jerusalém”, diz o comunicado. A Chancelaria lembrou que a Assembleia Geral da ONU não reconheceu Jerusalém como capital de Israel e pediu a todos os países que não estabeleçam suas missões diplomáticas lá.
O Catar “espera que o Brasil respalde o povo palestino até que todos os seus direitos usurpados e sejam restaurados suas aspirações legítimas alcançadas”. “Como afirmado durante a campanha, pretendemos transferir a Embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém. Israel é um Estado soberano e nós o respeitamos”, escreveu Bolsonaro na última quinta-feira em sua conta no Twitter. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou em dezembro de 2017 a mudança da embaixada americana para Jerusalém e, além disso, reconheceu essa cidade como capital de Israel.
Com informações do Portal Uol Notícias
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: