Presidente afirma que radares móveis serão removidos das rodovias federais na próxima semana

As rodovias federais estarão na próxima semana livre de radares móveis. Essa, pelo menos, é a expectativa que surge com a declaração nessa segunda-feira (12), do presidente Jair Bolsonaro, ao anunciar que chegou o fim da “rouballheira” nas vias federais com a cobrança de multas. Entretanto, o presidente Jair Bolsonaro não explicou como a extinção dos radares móveis será feito.


A polêmica com a instalação e manutenção de radares no país começou em abril, quando o Ministério da Infraestrutura suspendeu a instalação de aparelhos que monitorariam 8 mil faixas em rodovias federais não concedidas à iniciativa privada.

Dez dias depois, a 5ª Vara Federal em Brasília, determinou que a União não poderia retirar radares eletrônicos e que deveria renovar contratos com concessionárias para fornecer aparelhos com contratos prestes a vencer. No último dia 30, o governo firmou um acordo com o Ministério Público Federal, se comprometendo a instalar 1.140 radares para monitoramento de trânsito nas rodovias. Deste total, 50 equipamentos, entre radares e lombadas eletrônicas, serão instalados nas rodovias que cortam o Ceará.

Além disso, Bolsonaro se mostrou otimista quanto à aprovação do projeto de lei apresentado na Câmara que sugere, entre outras medidas, o aumento de 20 para 40 no limite de pontos para cassação da Carteira Nacional de Habilitação, e a ampliação de 5 para 10 anos do prazo de validade do documento. O presidente lembrou ainda que o governo acabou com a obrigatoriedade do uso de simuladores para reduzir o valor da emissão da carteira.

Fonte:Ceará Agora

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: