Mestre Capoeirista de Salvador assassinado a facadas após declarar voto no PT

O compositor e capoeirista Romualdo Rosário da Costa de 63 anos, mais conhecido como Moa do Catendê, foi assassinado após criticar Bolsonaro e afirmar ter votado no PT. Moa levou doze facadas nas costas em um bar de Salvador (BA).

Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Estado, o autor do crime que teria começado a discussão, manifestou aos gritos seu apoio a Jair Bolsonaro (PSL). Ao se irritar com o comentário da vítima, de que ali as pessoas preferiam o Partido dos Trabalhadores, ele o matou.

Com informações do Extra.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: