Prefeita passa por cima da lei e retira direitos dos professores de Jati


A prefeita de Jati, Maria de Jesus Diniz (PSD) (Foto: Reprodução)
Os professores da rede pública municipal de Jati estão denunciando uma verdadeira escalada da atual administração para retirar direitos garantidos em Lei e no Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) da categoria. Uma das mudanças já implantadas é o aumento no tempo da hora/aura de 50 para 60 minutos e a redução do intervalo em 5 minutos. O aumento da carga horária atinge os professores do 6º ao 9º ano.

Segundo a presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Nesci Vidal, a medida foi tomada sem consulta aos professores ou ao Sindicato. A medida está proporcionando um aumento de 50 minutos por dia, sem pagamento de adicional. Por avaliar a decisão como ilegal, o Sindicato prepara denúncia a ser encaminhada ao Ministério Público do Estado.

Nesi Vidal disse ter procurado a gestão da prefeita Maria de Jesus Diniz, a Neta (PSD), mas que a resposta foi que a decisão era da Crede. Segundo a sindicalista, a decisão não pode ser tomada pela Crede.

Segundo informações do Sindicato, a prefeita Neta prepara Projeto de Lei para enviar a Câmara de Vereadores oficializando a mudança no PCCR. Caso o projeto chegue a Casa Legislativa, Nesci avalia que será aprovado sem problemas porque a prefeita mantém a maioria dos parlamentares na sua base política.
Informações fonte do site MISÉRIA.

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: