Foranias I e II discutem Campanha da Fraternidade 2018

A Foranias I (da qual faz parte as paróquias de Crato) e a Forania II (que integra as paróquias de Barbalha, Caririaçu e Juazeiro do Norte) reservaram este sábado, 27, para discutir a Campanha da Fraternidade 2018, cujo tema alerta para a necessidade de superação da violência.

A canção “é bonita demais a mão de quem conduz a bandeira da paz” abriu o II Fórum realizado pela região forânea I, que levou advogados e pessoas que militam pelo fim da violência no município de Crato. O Auditório da Sé Catedral ficou repleto de participantes, entre eles agentes de pastorais, movimentos, serviços e membros dos conselhos paroquiais. Padre José Vicente Pinto, vigário-geral da Diocese de Crato, representou o bispo, Dom Gilberto, que se encontra em Londrina – PR, no 14º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base – CEBs.

Contente com a quantidade de pessoas, Padre José Ricardo de Barros, vigário forâneo e um dos organizadores do Fórum, disse que essa é uma experiência abraçada por toda a Forania, na intenção de mobilizar as comunidades, sobretudo no período quaresmal, para “serem voz profética nas realidades que são gritantes”.

– Contemplando uma realidade que está decadente, precisando do nosso testemunho para a mudança, a superação, como cristãos não podemos ficar de fora. Queremos sempre mais fortalecer os fóruns, porque são espaços de reflexão, onde podemos ouvir as urgências da sociedade. Por isso chamamos também outros movimentos que estão na mesma luta, criando parcerias para, juntos, buscar os interesses que são comuns: a paz, a justiça, a superação – explicou Padre José Ricardo.

Durante a tarde, o Círculo Operário São José, em Juazeiro, também recebeu participantes em “Seminário de Formação”. O diácono Antônio Macedo foi quem apresentou o tema da CF 2018.


Os dados alarmantes da violência levaram a Igreja no Brasil a refletir sobre tal problemática, particularmente em como superá-la.  A partir do tema “Fraternidade e superação da violência”, a CF  além de mapear a violência, colocará também em evidência as iniciativas que existem para superá-la, bem como despertar novas propostas com esse objetivo. O lema “Vós sois todos irmãos” foi extraído do capítulo 23 do Evangelho de São Mateus, no qual Jesus repreende os fariseus e mestres da lei, por suas práticas não serem coerentes com os seus discursos.

Fonte: Site Diocese do Crato,CE.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: