Limoeiro do Norte é a 1ª cidade do Ceará a implantar faixas de pedestre em 3D


Foi com o objetivo de reduzir a velocidade dos veículos que trafegam próximos a locais com grande fluxo de pessoas, e consequentemente diminuir os acidentes, que a Prefeitura de Limoeiro do Norte decidiu partir na frente no Ceará e instalar as novas faixas de pedestre em três dimensões.

A nova sinalização horizontal em 3D, de 60 centímetros por 1m50, chama a atenção de quem passa pela Rua Coronel Antonio Joaquim, no Centro de Limoeiro, já que é a uma novidade aqui no Ceará, segundo informações da Rede Jangadeiro FM.

Darlan Fernandes ficou surpreso com a novidade, e é a favor do novo formato da sinalização. “Quando eu vi me chamou logo atenção. Até então não tinha, essa faixa pintada em 3D, mas creio eu que irá ajudar na redução de acidentes”, afirma.

A nova faixa de pedestre em 3D, além de deixar a cidade mais moderna, faz com que os condutores reduzam a velocidade dos veículos, melhorando o fluxo do trânsito.

De acordo com o Superintendente de Trânsito de Limoeiro do Norte, Ilário Andrade, o uso desse modelo de sinalização não é ilegal. “Depois desse 3D, nós iremos inovar ainda mais, para que possa melhorar o trânsito. Não existe nenhuma lei proibindo, nós vamos ver a reação das pessoas e tentar implantar em outros locais”, disse.

O Código Brasileiro de Trânsito ainda não trata sobre a legalidade das faixas de pedestres tridimensionais. Já o Conselho Nacional de Trânsito, por exemplo, não reconhece como legal esse tipo de sinalização, como fala o professor de Legislação e Segurança no Trânsito, Reginaldo Coelho. “A legislação não reconhece essa sinalização como legal. A utilização nas vias deve estar prevista no Código”, afirma.

A primeira cidade do Brasil a instalar faixa de pedestre em 3D foi Primavera do Leste (MS). O trabalho foi feito por grafiteiros contratados pela Prefeitura para reduzir a velocidade dos veículos. Esse tipo de sinalização já é comum em países como China, Índia, Georgia e Islândia.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: