» » Ceará tem 28,6% das crianças vivendo em situação de extrema pobreza

O Ceará tem 561.276 crianças de zero a 14 anos vivendo em situação de extrema pobreza — quando a renda familiar por pessoa é menor que um quarto de salário mínimo. Em termos percentuais, isso equivale a 28,6% das crianças cearenses. 

O número é maior que o percentual nordestino, que é de 26,3% (o maior entre as regiões brasileiras); ultrapassa o dobro da taxa do Brasil, que é de 13,5%; e coloca o Ceará como o segundo estado com pior desempenho, atrás somente do Maranhão (35,2%). Os dados, referentes a 2015, foram reunidos e divulgados pela Fundação Abrinq.

Os números apontam ainda que o Estado apresenta 1. 198. 254 crianças de zero a 14 anos em situação de pobreza — quando a renda familiar por pessoa é menor que metade de um salário mínimo. Ou seja, a cada dez crianças cearenses, seis são pobres.

No estudo, a Abrinq aponta que “a pobreza na infância é uma das maiores violações contra crianças e adolescentes, na medida em que afeta (o acesso aos) diferentes direitos”. O relatório está relacionado às metas assumidas pelo Brasil nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU).

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!