Oito dos 12 policiais afastados na Tragédia de Milagres voltam às atividades

A comissão responsável pela investigação da morte de reféns na tentativa de assalto ao banco na cidade de Milagres chega a conclusão de que oito dos 12 policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), envolvidos na ação, não tiveram participação direta no enfrentamento.

Os oito agentes retornaram às atividades, de acordo com a Secretaria de Secretaria de Segurança Pública do Ceará, nesta segunda-feira (21). Os outros quatro policiais ainda permanecem afastados até a conclusão da investigação.
+ Relembre:
O grupo foi retirado das funções em 10 de dezembro de 2018, ao participarem da operação para impedir que suspeitos atacassem duas agências bancárias em Milagres, na madrugada do dia 7 de dezembro.

Ao todo, 14 morreram na tragédia. Seis delas eram reféns, sendo cinco de uma mesma família. Os demais eram assaltantes.

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: