Entenda melhor o que houve no encontro de mobilização pró Haddad

No encontro para mobilizar a militância petista no Ceará, o primeiro a falar foi Cid Gomes, e ao iniciar ele cobrou que o PT faça um mea culpa. E aí não prestou. O senador eleito foi vaiado por um monte de petistas ensandecidos no Marina Park. "É por isso que vocês vão perder", reagiu Cid.

Em seguida chamou os filiados que lhe apontavam o dedo de "babacas". O governador Camilo Santana agiu tentando em vão acalmar os exaltados. Acabou admitindo que Cid tinha razão em partes de suas queixas, mas que não era hora de discutir o PT.

Confusão continuou
Logo após o encerramento do ato, que durou menos de 20 minutos, Cid foi vaiado de novo. E encurralado do lado de fora do Marina por militantes do PT que jogaram faixas do partido no pedetista.

Evento fracassa
O plano era o governador Camilo se encontrar com prefeitos, deputados, vereadores, movimentos sociais e lideranças para agradecer a reeleição e pedir apoio e empenho das lideranças em favor de Haddad.

Detalhe 1: o evento começou bem na hora em que saiu a pesquisa Ibope mostrando que Bolsonaro tem 59% e Haddad 41% dos votos válidos.

Detalhe 2: não é o PT que controla as lideranças do interior do Ceará. Nem as da capital. Quem exerce o comando é a liderança dos Ferreira Gomes.

Detalhe 3: tem um monte de petista magoado com Ciro Gomes, que após anunciar "apoio crítico" a Fernando Haddad foi pra Europa.

A impressão que ficou do descontrole exibido na noite desta segunda-feira (15) é de desespero do PT...

Fonte: Claudio Teran, via Facebook
Foto: Tatiana Fortes / O Povo
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: