Possível fuga de Lula não tem lógica

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), como previsto, não decepcionou o establishment em relação ao desfecho esperado para o recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ninguém esperava outro resultado.

Aliás, o site Justificando descobriu que quando o revisor do recurso de Lula no TRF-4 – desembargador Leandro Paulsen – estipulou a data do julgamento, existia uma fila de 237 processos para serem julgados antes daquele que incriminava Lula. Teria ficado, então, explicitado pelo próprio sistema informativo do TRF-4, que o revisor teve participação direta no processo de aceleramento do julgamento da apelação de Lula.

A última demonstração de abuso de poder (que vem escandalizando os meios jurídicos e políticos internacionais) foi o gesto gratuito de um juiz e dois procuradores da República do Distrito Federal de apreenderem o passaporte de Lula e proibi-lo de sair do País. O ex-chefe de Estado ainda é a figura política brasileira mais prestigiada no Exterior e ia embarcar, na madrugada da última sexta-feira, para a Etiópia, na África, onde participaria de um encontro de líderes para debater a fome no mundo, a convite da União Africana, entidade que reúne 54 países. Alegar possível fuga de Lula não tem lógica.

(Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO)
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: