Gestantes de Fortaleza apresentam aumento nos níveis de estresse durante isolamento, aponta estudo da UFC

Segundo um estudo realizado pela Universidade Federal do Ceará, os níveis de estresse em grávidas de Fortaleza aumentaram durante o isolamento social. Cerca de 43% das 1.041 gestantes que participaram do levantamento demonstram ansiedade, medo e transtornos de comportamento por conta da pandemia de Covid-19.


Os resultados preliminares já divulgados pela instituição apontam que 84,3% sentem desconforto ao pensar na doença; 74,6% se mostram assustadas ao pensar no coronavírus; 18,7% não conseguem dormir; 75,3% apresentam nervosismo ao assistir o noticiário televisivo; 49,8% têm chorado mais do que o costume, e 57,9% demonstram tristeza. 

A pesquisa “Gravidez durante a Covid-19 em Fortaleza, Ceará: percepção materna sobre saúde, expectativas, medo e os cuidados prestados ao filho” foi realizada pela internet com questionários virtuais enviados por aplicativo de mensagens e também redes sociais.

Fonte: Ceará Agora.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: