Após cobrança de Tasso, MPF dá 5 dias para Onyx explicar concessão do Bolsa Família

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) cobrou e o Ministério Público Federal deu cinco dias para que o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, esclareça os critérios de concessão do Bolsa Família.


Tasso usou as redes sociais para informar que a Região Nordeste ficou com apenas 3% das famílias contempladas em janeiro deste ano, embora a região tenha o maior número de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza na fila do programa.

Em tempo
Enquanto isso, Sul e Sudeste foram priorizadas e receberam 75% das novas concessões.

Em tempo II
Tasso alertou, nas redes sociais, que a menor concessão de benefícios do Bolsa Família para o Nordeste pode significar o rompimento da região com o governo federal. A bancada do Nordeste tem 151 deputados e 27 senadores.

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: