Operação contra poluição sonora em Cascavel resulta nas apreensões de veículos e sistemas de som

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Metropolitana de Cascavel, em conjunto com a Polícia Militar do Ceará (PMCE) e instituições parceiras, deflagrou na madrugada deste domingo (12), uma operação de combate à poluição sonora no município, que pertence à Área Integrada de Segurança 13 (AIS 13) do Ceará.

Durante a “Operação Marulho 2”, além de equipamentos de sons apreendidos, quatro pessoas foram conduzidas à unidade policial.A ação de hoje é um desdobramento de operação ocorrida no dia 15 de dezembro de 2019, e contou com apoio do Policiamento Geral Ostensivo (POG), do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA) e do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), além da Secretaria de Segurança Pública de Cascavel, por meio de equipes da Guarda Municipal Civil e do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran).

O objetivo da operação era coibir a prática de poluição sonora nas praias de Caponga e Águas Belas, ambas em Cascavel. As abordagens se deram em vias públicas e residências dessas localidades. No total, dois homens, uma mulher e um adolescente foram conduzidos à unidade policial daquele município, onde foram realizados três autos de prisão em flagrante e um Boletim Circunstanciado de Ocorrência (BOC), com base nos artigos 54 e 69 da Lei de Crimes Ambientais, art. 42 III da Lei de Contravenções penais e Art. 309 do Código de Trânsito brasileiro.Os investigados foram autuados por emissão de sons que variaram entre 71 e 76 decibéis, níveis que prejudicam a saúde humana.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o nível de ruído para a audição humana não deve ultrapassar os 50 decibéis. Além das prisões, os profissionais recolheram dois veículos equipados com diversos tipos de sistema de som com alta potência. Todos os equipamentos foram apreendidos pelos agentes e também foram apresentados na unidade policial.

“A primeira Operação Marulho foi extremamente exitosa, diminuindo exponencialmente os casos de poluição sonora, motivo pelo qual o número de procedimentos, nesta ocasião, foi reduzido”, destacou o delegado titular de Cascavel, Josafat Araújo.

Fonte:Ceará Agora

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: