Mais da metade dos brasileiros é contra a renúncia de Bolsonaro, aponta Datafolha


A pesar das críticas e dos ataques que tem recebido, 59% dos brasileiros são contra a renúncia do presidente Jair Bolsonaro em meio à sua atuação no combate à pandemia da Covid-19. Os dados são resultados de uma pesquisa nacional realizada pelo Datafolha.
Bolsonaro já foi alvo de panelaços e chegou a ser isolado pelos seus ministros devido às ações divergentes frente a pandemia de Covid-19. | Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por outro lado, 37% desejam que o presidente renuncie nesse momento, conforme tem sido pedido pela oposição. Enquanto isso, 4% não souberam o que responder. A pesquisa foi feita com 1.511 entrevistados e tem uma margem de erro de três pontos.
GESTÃO - O levantamento mostrou também que, a nível da gestão da crise sanitária, 52% das pessoas acreditam que ele tem condições de continuar liderando o país contra 44% que defendem que ele não está mais capacitado.
PERFIL - Quem mais defende a renúncia do presidente, de acordo com a pesquisa, são os jovens (44%) e as mulheres (42%), seguido por aqueles que têm até o ensino fundamental (40%) e quem tem renda mensal acima de 10 salários mínimos (39%). Já a rejeição à renúncia de Bolsonaro se concentra em pessoas que ganham de 5 a 10 salários mínimos (69%), seguido dos homens (65%) e por aqueles que ganham e 2 a 5 salários mínimos (64%).
REGIÃO - O Nordeste lidera como a região com o maior índice de apoiadores da renúncia do presidente: 47% a favor e 49% contra. No Sul, 28% apoiam a renúncia; seguido pelo Norte e Centro-Oeste com 30% e o Sudeste, 37%.
Com informações de Igor Gielow/Folhapress
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: