Verba federal para saneamento no Ceará é reduzida em 62% em 2019

O déficit na cobertura da rede de esgotamento sanitário em Fortaleza é histórico: a falta de acesso ainda afeta cerca de 38% dos domicílios, segundo a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). Enquanto isso, o investimento repassado pelo Governo Federal ao estado para saneamento caiu 62%, de 2018 para 2019, passando de R$ 73.289.611 para R$ 27.367.465. Os dados consideram os períodos de janeiro a outubro de cada ano e foram obtidos no Portal da Transparência.

Conforme o levantamento, o Governo Federal destinou oito repasses a localidades cearenses nos dez primeiros meses de 2018:


·         Fortaleza, R$ 29 mil;
·         Camocim, R$ 24,9 milhões;
·         Quixeramobim, R$ 2,9 milhões;
·         Crato, R$ 2,8 milhões;
·         Sobral, R$ 2 milhões;
·         Icó, R$ 1,4 milhão
·         Chorozinho, R$ 933 mil,
·         Estado do Ceará, R$ 16,5 milhões

Já no mesmo período de 2019, os repasses federais foram distribuídos da seguinte forma:

·         Fortaleza, R$ 27,3 milhões;
·         Camocim, R$ 4,7 milhões; Quixeramobim, R$ 4,3 milhões;
·         Sobral, R$ 1 milhão; Chorozinho, R$ 335 mil;
·         São Gonçalo do Amarante, R$ 283 mil;
·         Juazeiro do Norte, R$ 93 mil;
·         Icó, R$ 34 mil;
·         Estado do Ceará, R$ 16,5 milhões

Por Lucas Falconery e Theyse Viana, G1 CE
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: