não mexer

header ads

Redação do Enem traz tema polêmico para candidatos; veja.

Otema da redação do Enem 2022 é "Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil", divulgou o ministro da Educação, Victor Godoy, nas redes sociais logo após o início da prova neste domingo (13).

Além da redação, os candidatos também fazem neste domingo as provas de ciências humanas e Linguagens.

Divulgação

Os candidatos devem elaborar um texto dissertativo e elaborar uma proposta de intervenção sobre o tema. Na edição passada, o tema havia sido "Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil'.

Além da redação, os candidatos também fazem neste domingo as provas de ciências humanas e Linguagens.

Eles terão cinco horas e meia para fazer a redação e responder a 90 questões objetivas. No próximo domingo (20), os candidatos fazem as provas de matemática e ciências da natureza.

O Enem deste ano recebeu o menor número de inscrições dos últimos 17 anos. A prova, que já teve mais de 8,7 milhões de inscritos, teve em 2022 apenas 3,4 milhões.

Durante o governo Bolsonaro, o Enem sofreu um processo de desidratação e passou a ter menos estudantes de escolas públicas e também excluiu os mais pobres e candidatos pretos e pardos.

Os portões dos locais de prova foram fechados às 13h e os candidatos começam a fazer as provas às 13h30 e têm até às 19h para escrever o texto e responder às 90 questões.

Os participantes só podem deixar a sala de provas, em definitivo, duas horas após o início da aplicação, às 15h30. Por causa da pandemia, os estudantes não podem tirar a máscara durante a aplicação.

Veja quais foram os últimos temas da redação do Enem

2021 - Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil

2020 - O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira

2019 - Democratização do acesso ao cinema no Brasil

2018 - Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet

2017 - Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil

2016 - Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil

2015 - A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira

Folha Press/ISABELA PALHARES E PAULO SALDAÑA

Postar um comentário

0 Comentários