não mexer

header ads

Homem confessa estupro e morte de menina achada queimada.

O homem suspeito de ter matado, queimado e ocultado o corpo de Bianca Rodrigues de Siqueira Lima, 11, em Paraíba do Sul, no Rio de Janeiro, confessou ter estuprado e esganado a menina, segundo o delegado responsável pelo caso. O corpo dela foi localizado no sábado (23) - dia em que completava 12 anos -, após a prisão dele ser realizada no mesmo dia. O suspeito é genro do padrasto de Bianca.

Segundo a Polícia do Rio de Janeiro, Bianca foi queimada ainda viva, após ter sido estuprada pelo genro de seu padrasto. O assassinato da criança teria sido uma vingança.


Bianca Rodrigues Siqueira Lima, de 11 anos, foi morta quando voltava da casa da avó. | Reprodução

Em vídeo, o delegado Cláudio Batista Teixeira, que investiga o caso, afirmou que a polícia se dividiu para localizar ambos, já que ela ainda poderia estar viva no início da investigação. "Encontrar o rapaz era, para nós, encontrar Bianca ainda viva. Ele foi localizado horas depois e informou que havia levado ela para um local rural e manteve relação sexual com ela, provocando sua morte através de esganamento. Uma vez morta, ela teve o corpo queimado pelo próprio homem".

Segundo o delegado, a morte dela não foi provocada pelo estrangulamento, mas sim, pelas queimaduras. "O resultado da necropsia traz informações compatíveis com o relato do rapaz. Todavia, traz evidência de que Bianca foi agredida antes de morrer e morreu não em função do esganamento, mas em função da queimadura de seu corpo, uma vez que havia vestígio de fuligem em seu pulmão".

Apesar da confissão e da prisão do rapaz, que será submetido à audiência de custódia, as investigações ainda vão continuar. "As investigações ainda prosseguem e algumas pessoas precisam ser ouvidas, há imagens que ainda precisam ser buscadas corroborando o que já temos de material. Uma vez encerradas as investigações, com a coleta de imagens e resultado de material encaminhado à perícia, o inquérito será encaminhado ao Ministério Público", disse Teixeira.

Entenda o caso

A família da menina procurou a delegacia no final da noite de sexta-feira (22) para comunicar o desaparecimento. Os parentes informaram que Bianca havia saído da casa da avó, no distrito de Sebollas, na tarde anterior, e não tiveram mais notícias de seu paradeiro.

A menina foi vista pela última vez na garupa da motocicleta do rapaz conhecido da família. A motocicleta e o suspeito foram localizados, e o homem confessou que levou a menina para um local afastado, a estuprou e a matou por estrangulamento.

FOLHAPRESS

Postar um comentário

0 Comentários