Pai que perdeu filho para a Covid-19 defendia fim do isolamento

No dia primeiro de abril, Matheus Aciole foi registrado como a mais jovem vítima fatal da Covid-19 no Brasil. O gastrólogo de 23 anos era morador de Natal (RN), foi ao hospital, examinado e liberado, mas mesmo estando em isolamento em casa teve uma piora no quadro ao final de março, morrendo tempo depois.
Na época em que a morte foi registrada, filho do empresário era a vítima fatal mais jovem no país. | Reprodução/Facebook
 O pai de Matheus foi identificado como Manoel Balbino, um proprietário de uma pequena fábrica de bolos na cidade e usuário assíduo das redes sociais. Entre as publicações, destaques para as postagens em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, desmerecendo a pandemia da Covid-19.







Em uma delas, Balbino ironizava: “Foi só Bolsonaro falar em voltar a trabalhar que a petezada tá tudo bravo… (sic)” e em outra fazia comparações entre as gripes H1N1 e a Covid-19 em governos distintos: Lula e Bolsonaro, respectivamente.
Após ser criticado em seu perfil, o empresário excluiu a conta das redes sociais.
Com informações do portal Amazonas1
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: