Abril Marrom: mês de prevenção e combate às diversas espécies de cegueira

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, 80% das doenças oculares que causam cegueira podem ser prevenidas.

Desde 2016, o mês de abril foi consagrado como o da prevenção, diagnóstico, combate e tratamento de diversos tipos de doenças oculares que, se não tratadas, podem culminar na cegueira.
A OMS constatou que cerca de 60% a 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados ou tratados. Isso significa que milhares de brasileiros com cegueira poderiam estar enxergando se tivessem recebido tratamento adequado no tempo certo.

“Muitos dos casos de baixa visão são tratáveis como por exemplo catarata, ceratocone e descolamento de retina quando diagnosticada precocemente. A importância do exame oftalmológico desde o nascimento ( teste do olhinho) é de suma importância para tratar patologias oculares existentes.” Explicou a médica oftalmologista, Dra Ana Cláudia Saraiva, do Centro de Excelência da Visão (Cevisa).
É importante salientar a importância da facilidade de acesso à esse atendimento, necessário em diversas idades e de forma constante. Dra Ana Cláudia complementa, dizendo que “Em crianças na fase pré escolar e escolar o estrabismo e os erros de refração são causas comuns que devem ser diagnosticadas o quanto antes. Na fase da juventude e fase adulta a importância de consultas periódicas detalhadas com o médico oftalmologista podem diagnosticar doenças como glaucoma, diabetes, degeneração macular relacionada a idade e outras patologias.”
Além de tudo, o Abril Marrom vem com o objetivo de reabilitação da cegueira. Além disso, a inclusão de pessoas com deficiência visual. Esse é o caso , por exemplo, das distrofias retinianas. Pessoas com essas doenças possuem diferentes graus de limitação visual e elas precisam ser incluídas na sociedade.
Desse modo, é importante que a população tenha acesso à informação sobre essas doenças, como acontecem, suas causas, consequências e sintomas.
Por: Commonike.com.br

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: