Camilo Santana anuncia construção de dois novos presídios no Ceará com 2 mil vagas


O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou nesta quarta-feira (2) que o Ceará terá duas novas unidades prisionais com vaga para 2 mil internos ainda neste ano. Os detalhes de quando começam as obras e onde serão instalados os presídios não foram informados. A informação foi dada em entrevista à Rádio Verdes Mares.
 
Ainda conforme Camilo, as atuais unidades serão ampliadas para receber mais detentos. Um dos objetivos é comportar cerca de 150 presos suspeitos de envolvimento na onda de ataques no Ceará em setembro. 

"Estamos não só temos ampliado [a capacidade dos presídios], como esse ano iremos inaugurar mais duas unidades, com duas mil vagas. Nesses episódios de ataques, nós já prendemos 147 pessoas só nesta última semana, que foram envolvidas nesses crimes covardes, os atos de vandalismo, que eu chamo de terrorismo." 

Atualmente, as unidades prisionais do Ceará têm 9,5 mil vagas e abrigam 14,5 mil internos. 

O Ceará teve mais de 100 ataques entre 20 e 30 de setembro coordenados por membros de uma facção criminosa. Segundo o secretário da Segurança, André Costa, a sequência de crimes é uma represália de presidiários contra medidas mais rigorosas nas detenções, com fiscalizações mais frequentes, apreensão de celulares e fim da visita íntima. Conforme André Costa, os presos querem "regalias de volta". 

Camilo Santana afirmou em entrevista que os 157 presos por envolvimento nos ataques "irão cumprir a pena devida". 

"Todos irão para a cadeia e irão cumprir a pena devida em relação a esses episódios. Esses crimes realizados recentemente são uma reação dos grupos organizados tentando intimidar o estado pelo rigor que temos feito dentro do sistema prisional. Nós não estamos sendo intimidados, e vamos mostrar que quem manda é o Estado."
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: