Câmara aprova emenda do PDT com regras de aposentadoria mais favoráveis para professores


O plenário da Câmara aprovou, nesta sexta-feira (12), alteração na reforma da Previdência aprovada na Câmara, na quarta-feira (10), para reduzir os prejuízos de professores. Com a medida, professoras já em atividade poderão se aposentar aos 52 anos, e professores, com 55 anos. O texto aprovado previa idades mínimas de 55 e 58 anos, respectivamente.

Atualmente, tanto no Regime Geral de Previdência Social (RGPS) como no Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) as professoras podem se aposentar com 25 anos de contribuição e receber a média dos 80% maiores salários. Professores têm o mesmo direito com 30 anos contributivos. Não há previsão de idade mínima para profissionais da inciativa privada. Já no setor público, as idades mínimas são 50 anos para mulheres e 60 para homens.

O líder do PDT na Câmara, André Figueiredo (CE), explica que o partido agora trabalha com mitigação de danos, “porque essa reforma atinge duramente a base da pirâmide”.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: