No Castelão, Ferroviário vence Barbalha por 1 a 0 e vira vice-líder

Em jogo equilibrado, o time coral vence com gol de Enercino e sobe na tabela, ocupando agora a vice-liderança da 2ª Fase com 6 pontos.
Foi difícil, mas o Ferroviário voltou a vencer no Campeonato Cearense. O time coral bateu o Barbalha por 1 a 0 no Castelão, gol de Enercino, saltando para a vice-liderança da 2ª Fase, com 6 pontos. A equipe coral vinha pressionada após derrota para o Floresta na rodada anterior, mas com a vitória, ganha novo fôlego no Estadual em busca da liderança. Já o Barbalha, campeão da 1ªFase, continua sem vencer em 3 jogos, somando apenas um ponto. O Ferrão volta a jogar no dia 21, às 20h no clássico das cores contra o Fortaleza, pela 4ª rodada.

A Raposa, já pressionada por resultados, recebe o Ceará no dia 24, às 17 horas, no Domingão. A partida começou em ritmo lento, com as duas equipes tendo dificuldades para acelerar o jogo e criar jogadas de perigo.

O primeiro lance de perigo do jogo foi coral. Aos 13 minutos, Edson Cariús driblou o goleiro, chutou para o gol, mas Sadrak salvou a bola em cima de linha. No lance seguinte, o Barbalha respondeu, em finalização de Bruno Paraíba para a defesa de Remerson.

O jogo ficou mais aberto e o Tubarão da Barra teve outra preciosa chance, aos 18 minutos, com Cariús deixando Klenisson na cara do gol, mas o companheiro perdeu.

Se o artilheiro Cariús era o melhor nome coral em campo, no Barbalha tinha Bruno Paraíba, também artilheiro de sua equipe. E ele poderia ter deixado a Raposa na frente aos 20 minutos em bela cabeçada, mas o goleiro Remerson foi ainda melhor e fez uma defesa impressionante.
Foi quando, aos 24 minutos, o lance polêmico do jogo: Bruno Paraíba recebeu passe de Netinho e marcou para o Barbalha, mas a arbitragem anulou o gol legal, alegando impedimento. 

O Ferroviário só acordou aos 38 minutos, em belo chute de longa distância de Emerson Catarina no travessão. Melhor na etapa final de jogo, o time coral ainda criou outra chance, aos 47, mas o goleiro do Barbalha defendeu.[TEXTO1] Se os dois times demoraram a engrenar no jogo na 1ª etapa, no 2º tempo foi ainda pior.

Sem inspiração
Embora o empate não fosse bom resultado para nenhum dos dois times, Ferroviário e Barbalha pareciam sem inspiração para buscar o gol.

Só depois das 3 mudanças de cada treinador que o jogo ganhou em movimentação, com o Ferroviário já melhor e abrindo o placar com o baixinho Enercino de cabeça, aos 29 minutos.

Com a vantagem, o Tubarão da Barra passou a segurar o resultado e quase sofre o empate aos 43 minutos, com Da Silva soltando uma bomba que passou rente à trave defendida por Remerson.

Após o apito final, muita comemoração coral pela reabilitação. “No 1º tempo, perdemos muitos gols, com eles tirando em cima da linha. Mas finalmente fizemos o gol no 2º tempo e vencemos. Agora é descansar e procurar jogar melhor na próxima partida”, disse Enercino.

Do lado derrotado, reclamação pelo gol anulado. “Infelizmente não foi o Ferroviário quem venceu, foi a arbitragem. Em um lance de gol nosso, um gol legal, ele marcou impedimento. São coisas no futebol que acontece e a gente não entende”, vociferou o atacante Rael.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: