Empresários da educação, hotelaria e varejo: veja quem são os mais ricos do novo Congresso

A soma de bens dos parlamentares que estarão no Congresso no próximo ano, de acordo com dados declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), chega a R$ 2 bilhões. A cifra é alavancada pelos milionários, que representam quase metade dos eleitos.

O congressista mais rico é o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), com patrimônio de R$ 389 milhões. Jereissati foi eleito em 2014 e concluirá o mandato em 2023.

Dentre os eleitos no pleito de outubro, o senador mais rico é Oriovisto Guimarães (Podemos-PR). Oriovisto possui mais de R$ 239 milhões em bens, e um ponto em comum com o deputado federal eleito Luiz Flávio Gomes (PSB-SP): ambos são empresários do ramo da educação. Eles são também estreantes na política; nunca exerceram cargo público anteriormente. O mais rico da Câmara dos Deputados, porém, tem patrimônio mais modesto: cerca de R$ 120 milhões.

O Ceará tem outros dois representantes no grupo dos mais ricos. Eduardo Girão (PROS), recém eleito, será o terceiro senador mais rico dentre os 81 com patrimônio declarado de R$ R$ 36.397.417,26. O outro é o deputado federal Genecias Noronha (SD), o oitavo mais rico dentre os 513 deputados, com patrimônio declarado de R$ 19.044.315,00 

Clique AQUI e confira abaixo quem são os dez senadores e dez deputados federais eleitos para a próxima legislatura com mais bens declarados

(Com informações do Congresso em Foco)
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: