Fortaleza empata com CSA e adia sonho de conquistar título da Série B

Ainda não foi na noite desta terça-feira, que o Fortaleza se sagrou campeão da Série B do Campeonato Brasileiro. Mesmo tendo partido à frente do placar com gol de Dodô, aos 35 minutos do primeiro tempo, o Leão cedeu o empate aos 36 do segundo, quando Hugo Cabral aproveitou bem uma cobrança de escanteio e empatou o jogo. No próximo jogo, o Tricolor do Pici enfrenta o Avaí, dia 10, às 16h30 (hora de Fortaleza), no Estádio da Ressacada e se vencer levantará a taça de campeão.

Os dois times fizeram um primeiro tempo muito estudado, com uma marcação por zona da equipe alagoana, procurando dificultar a saída de bola dos tricolores. O Tricolor do Pici teve muita dificuldade para penetrar na área adversária. Sem contar com o lateral-esquerdo Bruno Melo, punido com o terceiro cartão amarelo, o técnico Rogério Ceni optou por improvisar o zagueiro Adalberto na posição, aproveitando para deslocar o meia Marlon e transferindo o atacante Marcinho para o lado direito.

Sem conseguir penetrar na área adversária, o Leão passou a explorar cruzamentos e alguns chutes de fora da área. Exemplo disso foi um chute de Dodô, da intermediária, que passou sobre a trave. O Azulão do Mutange teve que fazer a sua primeira alteração, logo aos 32 minutos, quando o meia Didira torceu o tornozelo e saiu, para a entrada do volante Pio.

Aos 35 minutos, o zagueiro Diego Jussani fez um lançamento de grande precisão, da intermediária, para o meia Dodô que ajeitou no peito, girou o corpo e chutou cruzado, marcando 1x0 para o Leão. O CSA ameaçou apenas com um chute de Rubens, da entrada de área, que o goleiro Marcelo Böeck espalmou. Em resumo, os dois goleiros trabalharam pouco

No segundo tempo, o CSA passou a sair mais para o jogo e aos 11 minutos, levou perigo à meta tricolor. O zagueiro Ligger tinha a bola dominada, perdeu para Rubens, que chuta e a bola bate no travessão, na sobra, o próprio Ligger espanou a bola para longe. O CSA estava com maior domínio de bola e aos 36, conseguiu o gol de empate. Pio cobrou escanteio, Jhon Cley raspou de cabeça, a bola sobrou para Hugo Cabral, que de peito, escorou para dentro, empatando a partida.

Matéria do Diário do Nordeste.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: