Camilo convida, mas Idilvan recusa volta à Secretaria de Educação

Deputado federal eleito com 154.338 votos, o ex-secretário de Educação do Estado, Idilvan Alencar (PDT), recebeu convite do governador Camilo Santana (PT) para voltar ao cargo a partir de janeiro de 2019, mas abdicou da missão para cumprir o seu primeiro mandato parlamentar em Brasília. Camilo começou a definir nomes para o primeiro escalão do seu segundo mandato e, entre as boas revelações que gostaria de manter na administração estadual, está Idilvan Alencar, que integra o grupo político do senador eleito Cid Gomes (PDT).
Estimulado a entrar na vida política pelo ex-governador Cid Gomes, Idilvan surpreendeu com a expressiva votação uma vez que não era citado como possível campeão de votos no PDT. As conversas nos bastidores políticos o apontavam, porém, como futuro deputado federal, mas não como o primeiro na lista de eleitos pelo PDT. Idilvan conquistou espaços políticos a partir da projeção do Ceará no cenário nacional com o bom desempenho das escolas de ensino fundamental.
Da popularidade entre diretores de escolas, professores, educadores e estudantes, o caminho estava bem curto para a conquista de uma vaga de deputado federal. O empurrão foi dado pelo ex-governador Cid Gomes que o via com potencial para integrar a representação do Ceará na Câmara Federal. O PDT quer contar com Idilvan no exercício do mandato e, por essa razão, a recusa, no primeiro momento, para reassumir a Secretaria de Educação do Estado.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: