Lula teve a candidatura turbinada por Moro


Os petistas avaliam que a interferência ilegal do juiz Sérgio Moro para impedir a soltura de Luiz Inácio Lula da Silva, neste domingo (8), turbinou a candidatura do ex-presidente na eleição de outubro.

Não é à toa que Lula se reuniu nesta segunda (9) com os principais juristas do país especializados em direito eleitoral. Além de avaliarem que o ex-presidente obteve vitória política no episódio, os advogados também destacaram a inevitabilidade do registro da candidatura em 15 de agosto.

Resumo da ópera: Moro é o principal cabo eleitoral de Lula; as pesquisas de opinião confirmam essa leitura dos petistas.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: