Temer, de novo, reduz o salário mínimo


Michel Temer é o atraso. De novo, o ilegítimo reduziu o valor do salário mínimo. De acordo com nota técnica da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, que analisa o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária para 2019, o trabalhador brasileiro assalariado ganhará apenas R$ 998. A previsão era que fosse reajustado para R$ 1.002.

Atualmente, o salário mínimo está em R$ 954.

Em agosto de 2017, a previsão do salário mínimo era de R$ 979 para vigorar neste ano 2018. Porém, por ser contra os trabalhadores, Temer anunciou uma primeira redução para R$ 969, depois para R$ 965 e em dezembro para R$ 954.

Nunca é demais recordar que Michel Temer se aposentou aos 55 anos com salário de R$ 33 mil por mês.

O governo alega que o aumento previsto de R$ 954,00 para R$ 998,00 acarretará um impacto líquido de aproximadamente R$ 13,4 bilhões nas contas públicas. Ou seja, de cada R$ 1 de aumento no salário mínimo gera despesas de R$ 303,9 milhões, sendo R$ 243 milhões de gastos previdenciários.

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: