No Cariri, General Theophilo critica Governo Camilo diante da greve dos caminhoneiros


Em seu segundo dia de agenda no Cariri – região sul do Ceará, o pré-candidato ao Governo General Theophilo (PSDB) reforçou suas críticas ao Governo do Estado diante da greve dos caminhoneiros, lamentando a alta carga tributária que incide sobre os combustíveis no Estado. Para ele, a situação é “fruto de um governo sem autoridade, sem planejamento, sem gestão. Aqui no Ceará, por exemplo, temos um dos maiores ICMS sobre os combustíveis do País, arrecadando por ano em torno de R$ 2,5 bilhões de impostos, e isso não está retornando em serviços aos cearenses”.

Em seguida à critica ao Governador, o pré-candidato reafirmou que sua proposta “como o senador Tasso fez em 1986, é um governo de mudança, de renovação, governo para acabar com as oligarquias, em que não se admita famílias dominando o nosso Estado”. 

Ao lado do senador Tasso Jereissati, Guilherme Theophilo participou, no sábado à noite, de um encontro com lideranças políticas da região, e neste domingo pela manhã, de missa na Igreja Matriz de Barbalha que marcou o início da Festa de Santo Antonio, e em seguida acompanharam o cortejo do Pau da Bandeira pelo corredor cultural do município.

Ao final do percurso, ambos visitaram o Hospital Maternidade São Vicente de Paulo e no encerramento da programação foram à Igreja do Socorro, em Juazeiro do Norte, onde colocaram flores no túmulo de Padre Cícero.

Ao destacar a força das manifestações religiosas e culturais do Cariri, Tasso Jereissati refirmou a importância da pré-candidatura do general Theophilo ao Governo, por considerar que ele “tem um currículo invejável e se dispôs a prestar um serviço ao povo do estado do Ceará. Um homem que vem de fora da política, para fazer uma política digna, de verdade, de caráter e de compromisso”.

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: