Bolsonaro perdidão na greve dos caminhoneiros


Até agora, Jair Bolsonaro não se pronunciou sobre o uso das Forças Armadas para garantir o lucro dos especuladores na Petrobras. A ordem de Michel Temer é reprimir caminhoneiros em greve há uma semana contra os aumentos abusivos nos combustíveis.

“Qualquer multa, confisco ou prisão imposta aos caminhoneiros por Temer/Jungmann, será revogada por um futuro presidente honesto/patriota”, tuitou neste domingo (27) Bolsonaro.

Sobre a política de reajuste de preços da Petrobras, atrelada à variação cambial e à cotação internacional do petróleo, Bolsonaro arriscou: “os reajustes são para tapar buraco da corrupção e agradar os governadores, que arrecadariam mais com ICMS”. Não, não é verdade caro candidato.

Os reajustes nos combustíveis são para alimentar os sanguessugas dos acionistas privados da Petrobras, que sequer moram no Brasil. Portanto, Bolsonaro, é preciso demitir o presidente da estatal, Pedro Parente, e mudar a política de reajuste nos preços.


CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: