Presidente do México, López Obrador defende fim do foro privilegiado

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador –conhecido pelo acrônimo AMLO–, disse que enviou ao Senado uma proposta para pôr fim à imunidade concedida aos presidentes do país.

López Obrador tomou posse no sábado (1º.dez).
De acordo com a legislação atual, os presidentes só são julgados por atos que representam “traição à pátria” –o que não inclui crimes ligados à corrupção.
Hoje envio ao Senado o 1º projeto para reformar o artigo 108 da Constituição e suspender o foro do presidente da República. Vamos acabar com a impunidade estabelecida na Constituição. O presidente vai poder ser julgado como qualquer outro cidadão, por qualquer outro delito”, disse AMLO nesta 3ª (4.dez). O combate à corrupção é uma de suas principais promessas de campanha.
As chances da proposta ser aprovada no Congresso são altas, segundo o presidente. Seu partido, o Morena (Movimento Regeneração Nacional), forma maioria tanto na Câmara quanto no Senado mexicanos.
Outras ações do presidente na 1ª semana de mandato foram colocar à venda o avião presidencial e rejeitar a mudança para o palácio presidencial.
Fonte: poder360

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: