Segurança: iniciada a formação para 250 novos oficiais da PMCE

O Governo do Ceará realizou nesta quinta-feira (1), na Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp), a aula inaugural do curso de formação profissional para a carreira de oficiais da Polícia Militar no Estado. Composta por 250 alunos, esta é a segunda turma de candidatos do concurso de 2013 – foram 183 tenentes nomeados na primeira para a PMCE. O curso é a terceira etapa do certame, com duração de três semestres.
Os futuros oficiais da PM receberam as boas-vindas do governador Camilo Santana durante o primeiro dia de aulas. O chefe do Executivo destacou a importância dos efetivos no Ceará terem comando qualificado e dedicado a somar forças para combater o crime no Estado.
“Toda a tropa precisa ter oficiais. Nós convocamos um grande número de soldados e agora estamos contratando novas turmas de oficiais para comandar esse efetivo. Hoje estamos iniciando com mais 250 oficiais, que serão divididos por todo o Estado de acordo com a necessidade. Há todo um planejamento da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) para que o aumento do efetivo seja para praças e oficiais. Este que inicia hoje é um curso mais demorado, dura três semestres. A partir do primeiro semestre de 2020 essa turma estará apta a estar nas ruas comandando tropas”.
Também participaram da abertura do curso o secretário titular da SSPDS, André Costa, o comandante geral da Polícia Militar do Ceará, coronel Ronaldo Viana, o secretário chefe da Casa Militar, coronel Túlio Studart, o diretor geral da Aesp-CE, tenente-coronel Juarez Gomes Nunes Júnior, o comandante geral do Corpo de Bombeiros do Ceará, coronel Heraldo Pacheco, o delegado geral da Polícia Civil, Everardo Lima, dentre outras autoridades policiais.
Ao longo do evento, o governador recebeu das mãos do tenente-coronel Juarez Gomes a Medalha Ordem Do Mérito Acadêmico pelo compromisso da gestão com a qualificação dos profissionais.
Satisfação
O fim da espera chegou para mais 250 convocados do concurso de 2013 para a Polícia Militar. Para a aluna Mayara de Paula, 29, a concretização do sonho que ela perseguiu por anos. “Estamos todos muito felizes com essa aula inaugural que marca o início dessa jornada de quase dois anos. A Aesp é um ícone na formação de segurança pública, então é um orgulho muito grande”, sorriu satisfeita.
Tiago Max, 32, disse estar muito ansioso para aprender com um corpo de profissionais experientes na prática policial. Servir a PM no seu Estado, segundo o concursado, é tarefa de alta responsabilidade e que ele espera cumprir com todos os ritos e estar apto a exercer da melhor forma a função de oficial. “Estar aqui é um sentimento de muita felicidade e dever cumprido. Nossa missão começa agora. Esperamos lograr êxito e chegar até a formação”.
Curso de Formação de Oficiais
A formação dos novos tenentes é promovida pela Aesp e tem duração de três semestres letivos e carga-horária de 2.720 horas/aula. A capacitação segue uma matriz curricular diversificada que inclui instruções teóricas e práticas de técnica policial militar; policiamento ostensivo geral; polícia comunitária; planejamento operacional; inteligência em segurança pública; tiro policial defensivo; defesa pessoal; gestão da qualidade; gerenciamento de crises; elaboração e gestão de projetos. Além de conhecimentos da área jurídica e de diversas modalidades de policiamento.
Os oficiais das corporações militares são os responsáveis por desempenhar funções de comando e gestão direta com a tropa. Além de gerenciar recursos humanos e logísticos da corporação.
André Costa explicou que, ao final do curso, os aprovados serão destinados a regiões do território cearense mais carentes de novos profissionais de segurança. “É uma turma que vai levar três semestres para a formação e até lá vamos analisar o contexto para fazer o planejamento sobre para onde cada uma delas será destinada. O fato é que hoje carência existe para o aumento do efetivo e vamos trabalhar para que todos saiam daqui capacitados da melhor forma e cumpram o seu papel”.
Centro integrado
O governador Camilo Santana aproveitou a ocasião para confirmar que a entrega do Centro Integrado de Inteligência do Nordeste, que será sediado no Ceará, deve ocorrer no próximo mês de dezembro. A definição ocorreu na última quarta-feira, durante reunião entre Camilo e o ministro da segurança Pública, Raul Jungmann, onde foram selados os detalhes finais para a implementação.


“Já vamos entregar funcionando. Agora, no mês de novembro, estão vindo equipes de todo o Nordeste brasileiro e de Brasília que vão formar o corpo de profissionais. Estamos providenciando toda a estrutura de equipamentos”, afirmou. O centro será o primeiro dedicado à inteligência de Segurança Pública do Brasil e contemplará todos os nove estados da região Nordeste.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: