Para se associar a Moro, parlamentares articulam frente anticorrupção

Após Sergio Moro aceitar o comando do Ministério da Justiça do governo Jair Bolsonaro, parlamentares começaram a articular uma frente no Congresso em apoio ao pacote anticorrupção que o juiz pretende adotar como marca de sua gestão. A ideia é que o grupo, formado por senadores e deputados que se elegeram com a bandeira do combate à corrupção, seja a base de sustentação de medidas que ele propuser ao Legislativo. Detalhe: a proposta tem o aval de integrantes da oposição.

Os parlamentares que articulam a frente pró-Moro mas são oposição a Bolsonaro acham que, com o apoio ao juiz, podem fazer com que a pauta de combate à corrupção não seja vista como um ativo exclusivo da gestão do presidente eleito, mas da sociedade.

O grupo pretende manter contato permanente com a coordenação da Lava Jato em Curitiba. Um dos idealizadores das Dez Medidas contra a Corrupção, o coordenador da força-tarefa que iniciou a operação, Deltan Dallagnol, foi consultado sobre a formação da frente.

Por Daniela Lima, na Folha de S.Paulo 
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: