Defesa de ex-presidente Lula prepara manifestação à ONU sobre ingresso de Moro em Governo Bolsonaro

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prepara uma manifestação ao Comitê de Direitos Humanos das Organizações das Nações Unidas (ONU) sobre o ingresso do juiz Sergio Moro, que condenou Lula no caso do triplex do Guarujá (SP), na gestão do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).
Segundo a coluna Painel do Jornal Folha de São Paulo, os advogados vão lembrar que, na peça inicial apresentada ao organismo internacional em 2016, sustentaram que Moro poderia projetar uma carreira na seara da política. Num dos tópicos da petição de 2016, a defesa de Lula disse que o juiz era apontado como possível candidato a presidente e que respondia de forma dúbia sobre o assunto. Na verdade, Moro sempre negou a intenção de ingressar na política.
Um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, o advogado Miguel Reale Jr. critica a decisão de Sergio Moro de integrar o próximo governo. “Era uma figura não contaminada. Agora vai perder tempo para justificar que suas decisões não foram políticas, mas fica o tema solto. Desnecessariamente.”
Com informações do Jornal Folha de São Paulo
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: