General Mourão diz que artistas contra Bolsonaro "sofreram lavagem cerebral"


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O general Hamilton Mourão (PRTB), vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência, disse em entrevista à agência Reuters que os artistas brasileiras que se posicionaram contra o capitão reformado "sofreram lavagem cerebral".

"O que podemos ver, claramente, é que nossos artistas, e a classe intelectual, sofreram lavagem cerebral e parecem ter apenas uma visão do mundo", disse Mourão, ao relativizar mobilizações em redes sociais e nas ruas contra Bolsonaro, especialmente as que são promovidas por mulheres.

Sobre esse crescente movimento, Mourão disse ainda que o público feminino demora mais para decidir seu voto do que o masculino —e que por esse motivo as pesquisas demoram a identificar apoio ao candidato junto ao público feminino.

"Você sabe, um homem entra em uma loja e compra, e é isso. Uma mulher leva tempo para comprar. É a mesma lógica", disse ele.

A mais recente fala de Mourão se soma a outras declarações polêmicas que ele tem feito ao longo da corrida eleitoral, causando desconforto na equipe de campanha de Bolsonaro. O próprio presidenciável chegou a corrigir seu vice depois que ele criticou o 13º salário durante palestra no Rio Grande do Sul. O general alega que foi mal-interpretado.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: