Pedida a impugnação do registro da candidatura de Domingos Filho

Domingos Filho, o conselheiro em disponibilidade do Tribunal de Contas do Estado, um dos candidatos do PDS à Assembleia Legislativa cearense, teve o seu pedido de registro de candidatura questionado no Tribunal Regional Eleitoral, por um eleitor do Município de Tauá.

Domingos é candidato por conta de uma medida liminar concedida por uma juíza de Fortaleza, permitindo que ele se filiasse a um partido político, mesmo sendo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Ele filiou-se ao PSD, partido presidido por seu filho, deputado Domingos Neto, dentro do prazo legal de anterior a seis meses do dia da votação, que neste ano será 7 de abril. A liminar não foi derrubada, por isso ele pediu o registro de sua candidatura, agora questionada, sob o argumento de ele não poder ter filiação partidária sendo conselheiro, mesmo em disponibilidade, pois goza de todos os demais direitos e vantagens que o cargo oferece.

Domingos Filho, de certa forma, já devia esperar pela contestação à sua candidatura, tanto que a candidatura da sua mulher foi viabilizada para substituí-lo, se preciso fosse.

Fonte: Blog do Edison Silva | DN
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: