» » Modelo de 24 anos morre após realizar procedimento estético

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga a morte da modelo Mayara Silva dos Santos, 24 anos, que teria sido vítima de um procedimento estético na última sexta-feira (20), em uma clínica na Barra da Tijuca, onde teria passado mal e morrido horas depois. A vítima teria sido submetida a uma lipoaspiração na barriga, além de realizar procedimentos estéticos nos glúteos e nas coxas.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, a paciente chegou na última sexta-feira (20) na Coordenação de Emergência Regional (CER) Barra da Tijuca com parada cardiorrespiratória e foi submetida à manobras de ressuscitação, mas não resistiu. Como é uma morte suspeita, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML).

A modelo retornou recentemente da Dinamarca e estava com o procedimento estético marcado para amanhã (24), em um hospital na Barra, mas foi aconselhada e convencida por uma amiga a fazer os procedimentos por um preço mais barato em outro local, na Barra da Tijuca. O corpo da modelo Mayara Santos foi enterrado na tarde desta segunda-feira (23), no Cemitério de Inhaúma, zona norte do Rio.

No enterro, familiares que não quiseram se identificar revelaram ao jornal O Dia que a modelo contou que faria uma rinoplastia (procedimento no nariz) e colocaria silicone em um hospital na terça. No entanto, uma amiga teria indicado o outro local, onde ela foi submetida a outros procedimentos nos glúteos, coxa e abdômen. Os parentes, no entanto, não souberam informar onde foram feitas as intervenções.

A substancia Metacril (PMMA), a mesma usada no procedimento da bancária Lilian Calixto, foi detectado pelo Instituto Médico Legal (IML) nos glúteos da Mayara, que morreu a caminho da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Barra. Ela sofreu duas paradas cardíacas na ambulância e chegou morta à unidade.

Ainda de acordo com o jornal O Dia, a modelo conversou com o pai na sexta, por volta de 16h, dizendo que iria entrar no ginecologista e não poderia falar. Desde então, os dois celulares dela não foram encontrados.

Mayara morava há 9 meses no exterior e estava há 1 mês no Brasil. Ainda conforme os parentes, um dinamarquês se casaria com ela e os dois viajariam em seguida, mas a data e local da cerimônia não foi informada por eles.

O caso foi registrado por parentes e amigos nesta segunda-feira pela manhã, na delegacia da Barra da Tijuca, a mesma que investiga a causa da morte da bancária Lilian Calixo, 46 anos, ocorrida após ser submetida a um procedimento estético na cobertura do médico Denis Cesar Barros Furtado, na Barra da Tijuca, no sábado (14) deste mês.

A Polícia Civil confirmou em nota que o caso já está sendo investigado pela 16ª Delegacia Policial, na Barra da Tijuca. Parentes da vítima estão sendo ouvidos e diligências sendo realizadas para apurar as circunstâncias da morte. 

Com informações do Corrieo24hs.

Sobre POTENGI NA INTERNET

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!