Metade dos senadores com mandato até 2023 deixará cargo para tentar governo

Dos 27 senadores que ainda têm mandato a cumprir até 2023, mais da metade (14) pretende disputar o governo de seus respectivos estados, deixando o cargo no meio do caminho na hipótese de sucesso nas urnas.

Este é um dos dados do levantamento que o Congresso em Foco tem levado a público nos últimos dias, com base em consultas aos próprios parlamentares e a comandos de campanha de partidos com representação no Senado.

Segundo apuração da reportagem nas últimas semanas, os seguintes senadores deixarão os cargos pela metade caso consigam se eleger:

- Acir Gurgacz (PDT-RO)
- Antônio Anastasia (PSDB-MG)
- Davi Alcolumbre (DEM-AP)
- Elmano Férrer (Podemos-PI)
- Fátima Bezerra (PT-RN)
- Gladson Cameli (PP-AC)
- José Maranhão (MDB-PB)
- Omar Aziz (PSD-AM)
- Paulo Rocha (PT-PA)
- Roberto Rocha (PSDB-MA)
- Romário (Podemos-RJ)
- Ronaldo Caiado (DEM-GO)
- Rose de Freitas (Podemos-ES)
- Wellington Fagundes (PR-MT)
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: