Saque do PIS/Pasep: Cartão Cidadão pode ser usado para retirar dinheiro


O Cartão Cidadão pode ser usado para facilitar a vida do trabalhador que trabalhou na iniciativa privada entre 1971 e 1988 e tem direito as cotas do PIS/Pasep. Ele permite que se saque os saldos das cotas do PIS no valor de até R$ 3 mil nos terminais de autoatendimento da Caixa Econômica Federal. O cartão pode ser solicitado em qualquer agência da instituição financeira. Para que o atendimento seja mais rápido, é necessário apresentar o número do PIS.
Há também muitos trabalhadores que até têm o cartão, mas nunca registraram uma senha ou esqueceram o código. Nestes casos, é necessário cadastrar ou recadastrar a senha pelo telefone 0800 726 0207 e concluir o atendimento numa casa lotérica. Para finalizar o processo, é preciso levar documentos pessoais e carteira de trabalho. Outra opção é criar o código em qualquer agência da própria Caixa.
Vale destacar que o Cartão Cidadão não pode ser desbloqueado pela internet, por questões de segurança. Isso porque com esse cartão o trabalhador tem acesso a uma série de benefícios (como seguro-desemprego, Bolsa Família e Fundo de Garantia), além de o cadastro conter informações confidenciais.
Na semana passada, o governo federal sancionou a Lei 13.677/2018, abrindo a possibilidade de que todos os cotistas, independentemente da idade, possam sacar as cotas do PIS/Pasep até setembro deste ano. Mas os bancos estabeleceram um cronograma de retiradas, com pagamento prioritário.
Nesta segunda-feira, a Caixa (pagadora das cotas do PIS, para trabalhadores da iniciativa privada) e o Banco do Brasil (responsável pelas cotas do Pasep, para servidores) deram início ao pagamento exclusivamente para pessoas de 57 a 59 anos, que trabalharam de 1971 a 1988 e foram cadastradas num dos dois fundos.
Calendário de saques na Caixa
Depois da primeira fase de atendimento prioritário, a Caixa vai suspender o pagamento das cotas de 30 de junho a 7 de agosto. No dia 8 de agosto, o banco retomará os pagamentos, creditando as cotas para os clientes de todas as idades que têm contas-correntes ou poupanças no banco. Estes beneficiários nem precisarão procurar uma agência. O depósito será feito automaticamente.
No período de 14 de agosto a 28 de setembro, o banco vai atender os beneficiários de todas as idades que não são clientes da instituição. A retirada deverá ser feita nas agências. Cotistas que já têm 60 anos ou mais não precisam respeitar este calendário, pois o saque já era permitido.
Cronograma de retiradas no Banco do Brasil
No período de 18 a 29 de junho, o banco também fará o pagamento apenas aos cotistas de 57 a 59 anos. Em julho, os pagamentos serão suspensos.
Em agosto, o BB iniciará a segunda fase de pagamentos, incluindo todos os servidores públicos cotistas que trabalharam de 1971 a 1988, independentemente de idade. Eles poderão sacar os recursos diretamente nas agências. O prazo vai até 28 de setembro.
No dia 8 de agosto, especificamente, a instituição fará o pagamento daqueles que têm contas no banco. O depósito será automático, sem a necessidade de ir a uma agência.
Como retirar o dinheiro na Caixa
Para valores até R$ 1.500, as retiradas poderão ser feitas nos terminais de autoatendimento, apenas com a Senha Cidadão, sem a necessidade do Cartão do Cidadão. Se preferir fazer a retirada numa casa lotérica ou num correspondente Caixa Aqui, será preciso ter o Cartão Cidadão, além de um documento de identidade com foto.
Os saques de até R$ 3 mil poderão ser feitos nos terminais do banco, nas lotéricas ou nos correspondentes, desde que os interessados tenham o Cartão do Cidadão, com senha cadastrada, e levem um documento com foto. Os valores acima de R$ 3 mil deverão ser sacados nas agências, mediante a apresentação de um documento com foto.
Como sacar o dinheiro no BB
Se o cotista não seja correntista ou poupador do BB e tiver um saldo de até R$ 2.500, o banco permitirá a transferência de sua cota via TED, para uma conta de sua titularidade em outro banco, sem custo. Para os demais, os saques poderão ser feito nas agências do banco, mediante a apresentação de um documento de identidade.
Com informações do Jornal O Globo
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: