PSL de Bolsonaro é suspenso em São Paulo por irregularidades na prestação de contas de 2016


O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo suspendeu o diretório paulista do PSL, sigla de Jair Bolsonaro (RJ), por falha na prestação de contas de 2016. A informação é da Painel, da Folha de S.Paulo desta terça-feira.

O grupo do presidenciável só assumiu a legenda em 2018, mas pode ficar proibido de lançar candidato no estado se não regularizar a situação até agosto.

O TRE desconsiderou a prestação por falta de documentos. Major Olímpio, presidente do PSL em SP e pré-candidato ao Senado, diz que vai recorrer enquanto se desdobra para levantar os dados.

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: